Blog do Leão

América-MG 1×0 Fortaleza – Desse mato não sai coelho

1144 21
Leão erra nas finalizações e perde em BH. Foto: Gazeta Press

Leão erra nas finalizações e perde em BH. Foto: Gazeta Press

 

Caros tricolores, o resultado final do jogo realizado em BH nesta quinta-feira não foi o que a torcida esperava, principalmente a parte mais otimista. Apesar de ainda sofrer com alguns desfalques por contusão, o time do professor Marquinhos até que tentou manter o padrão aplicado nas boas partidas da fase anterior da Copa do Brasil. Mas, em campo, o poder ofensivo não apareceu.

Com muitos passes laterais, o time tricolor até que conseguia manter a posse de bola, mas mesmo assim as chances perigosas rareavam. Chegava até a manter, em certos momentos, o domínio da partida, mas a constante falha nas finalizações passava a impressão de que daquele mato não sairia coelho. E justo quando o jogo estava ficando interessante, o lateral Bruninho comete o pênalti que definiria o placar.

Na Copa do Brasil, perder por um a zero como visitante é um resultado que deixa o time de calças curtas. Aumenta muito a pressão e a responsabilidade de  não tomar gol no jogo de volta em casa. Mas enfim, nada está perdido e até dia 29 poderemos recuperar os baleados e de uma coisa temos certeza: lutaremos.

Domingo é Belém!

Simbora, Leão

 

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=zQz0iw0q2VY[/youtube]

 

América-MG 1×0 Fortaleza

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 7 de julho de 2016 (quinta-feira)
Horário: 21h
Árbitro: Bruno Rezende Silva (GO)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Bruno Sávio e Claudinei (América-MG); Bruno Felipe e Pio (Fortaleza)
GOL: Danilo, de pênalti, aos 14 minutos do segundo tempo

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Pablo (Christian), Adalberto, Roger e Danilo; Leandro Guerreiro, Claudinei, Tony (Bruno Sávio) e Alan Mineiro; Osman (Xavier) e Victor Rangel. Técnico: Sérgio Vieira

FORTALEZA: Ricardo Berna; Railan, Lima, Edimar e Wilian Simões (Bruno Felipe); Pio, Corrêa, Everton e Rosinei (Felipe); Anselmo e Juninho (Clebinho). Técnico: Marquinhos Santos