Blog do Leão

Fortaleza 0x0 Bahia – Nem só de garra vive o time

81 14
Em uma das poucas chances de gol, a zaga baiana salvou em cima da linha e garantiu o 0x0

Em uma das poucas chances de gol, a zaga baiana salvou em cima da linha e garantiu o 0x0

 

Caros tricolores, o resultado da estreia tricolor na Copa do Nordeste não foi o que muitos esperavam, mas também não foi o que alguns temiam. Mais uma vez a vontade e a luta da equipe saltaram aos olhos do torcedor que assistiu a partida disputada na Arena Castelão.

Enfrentando uma equipe qualificada, foi possível notar que a barreira natural imposta pela qualidade técnica do adversário não consegue ser facilmente superada pela força e a garra. As duas boas oportunidades de gol do centroavante Lúcio Flávio poderiam até ter moldado este parágrafo de forma diferente, mas o futebol apresentado grita por ajuda, pede socorro de olhos arregalados à diretoria, clamando por reforços.

Nem quando ficamos com um jogador a mais, o domínio não foi na base da técnica, e sim na correria que culminava em cruzamentos e chuveirinhos inoperantes.

A consistência defensiva vai encorpando a cada desafio, isso é bom. Porém, quando o assunto é criação ou finalização de jogadas, aí meu amigo pode sentar e ler a Bíblia do começo. Num é possível que até chegar no Evangelho de Mateus onde diz que nem só de pão vive o homem, não caia a ficha de que o título deste post é um aviso pra ontem.

Enfim, o pontinho não foi de todo ruim. Pontuar é importante, pois lembrem que nem todos os segundos classificados se classificam, apenas os três melhores.

Segue o jogo! Arrocha, Leão!

 

 

 

Fortaleza 0 x 0 Bahia

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)

Quando: quinta-feira, 26, 21h30 (horário da Bahia)

Árbitro: Gilberto Rodrigues Castro Júnior (PE)

Assistentes: Marlon Rafael Gomes de Oliveira e Francisco Chaves Bezerra Júnior (ambos de PE)

Cartões amarelos: Gastón, Rodrigo Andrade, Vacaria (Fortaleza) / Renê Júnior, Juninho (duas vezes), Jean, Hernane (Bahia)

Cartões vermelhos: Juninho (Bahia)

Fortaleza – Marcelo Boeck; Jefferson, Heitor, Ligger e Gastón; Anderson Uchôa, Vacaria (Allan Vieira),  Rodrigo Andrade (Patuta) e Gabriel Pereira; Lúcio Flávio e Juninho Potiguar (Wesley). Técnico: Hemerson Maria

Bahia – Jean; Eduardo, Tiago, Jackson e Armero (Éder); Renê Júnior, Juninho e Régis; Zé Rafael (Matheus Sales), Allione (Diego Rosa) e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.