Blog do Leão

Fortaleza 2×1 Boa Esporte – Desafios e contorcionismos

3449 16

Gustavo foi decisivo na vitória tricolor. Foto: Luan Erick

 

 

Caros tricolores, aproveitando a moda do desafio do Dele Alli do Tottenham que lançou o desafio de fazer uma espécie de contorcionismo com a mão na comemoração de seus gols, vimos uma tarde movimentos corporais decisivos por parte do atacante Gustavo.

O primeiro tempo dominado pelo Leão não teve gols. Aliás, teve um que foi anulado pelo árbitro no simples ato de movimentar o apito à boca. Nada mais.

A segunda etapa começou com Alyson contorcendo a espinha do Tinga e mandando um belo chute no canto oposto do Boeck. Estava complicado o desafio tricolor.

Mas a reação tricolor foi instantânea. Dodô, que errava muitos movimentos simples de passe, acertou o mais importante. Colocou a bola na área para Gustavo se contorcer no ar num movimento que causou o esperado encontro da bola com a rede. Pouco depois, aproveitando o agarrão do zagueiro em sua camisa, Gustagol usou o movimento como aliado e se deixou levar ao chão pelo suave ato de infração adversária.

Foi a vez de Bruno Melo contorcionar a direção da bola, mandando o goleiro pro canto e jogando a branquinha no meio. Vitória garantida.

E assim foi: liderança mantida, distância ampliada, com desafios e contorcionismos que embalaram o sabadão tricolor.

Mais um passo dado. Simbora, Leão!!

 

 

Fortaleza 2 x 1 Boa Esporte-MG

Data: 18/08/2018

Horário: 16h30

Local: Arena Castelão – Fortaleza (CE)

Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

Renda: R$ 339.360,00

Público: 29.151 pagantes

Cartões Amarelos: Fortaleza-CE: Éderson, Diego Jussani, Felipe, Ligger

Boa Esporte-MG: Hélder, Bruno Tubarão

Gols: Fortaleza-CE: Gustavo 4′ 2T, Bruno Melo 27′ 2T

Boa Esporte-MG: Alyson 2′ 2T

Fortaleza-CE: Marcelo Boeck; Tinga, Diego Jussani, Ligger e Bruno Melo; Felipe (Derley), Nenê Bonilha, Dodô e Marlon (Romarinho); Éderson (Gustavo) e Marcinho.

Técnico: Rogério Ceni

Boa Esporte-MG: Fabrício; Helder Maurílio, Rafael Jansen, Luan e Jadson; Djavan, Cloves (Adauto), Alyson e Bruno Tubarão; Douglas Baggio e Daniel Cruz.

Técnico: Ney da Matta