Blog do Leão

Vasco 1×0 Fortaleza – Involução Pokémon

313 26

 

Leão volta a jogar mal e perde em São Januário. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

 

Caros tricolores, para quem esperava uma continuidade da evolução demonstrada diante a Chapecoense, a partida disputada em São Januário foi uma ducha de água fria.

Sem Quintero e Jackson saindo machucado ainda no primeiro tempo, a zaga formada por Paulão e Adalberto não comprometia até o momento em que ao invés de subir junto com o adversário na nossa área, Adalbas colocou a tão sonhada mão nas costas que o árbitro tanto deseja num placar de 0x0. Aí não tem pra onde correr. Ele sopra com tanta força que quase o apito voa da boca pra arquibancada. Foi o famoso “deu carne a gato”.

O pokémon vascaíno foi lá e colocou o time cruzmaltino em vantagem. Tudo que o pofexô queria. E o que já estava difícil, complicou de vez. Nossas esperanças de invadir a área adversária na base da velocidade e dribles não fluíram. Principalmente com Edinho que entrou em campo com um martelo pra dar na moleira da bola. Não que ele seja um jogador ruim, afinal nós sabemos de sua capacidade, mas não podemos teimar com fase.

Pra completar nossa incapacidade de furar a linha adversária, Juninho involuiu seu poder de acerto de forma exagerada. Até falta com um homem na barreira, ele conseguiu acertar exatamente neste.

Depois da expulsão do Gabriel Dias, que foi lambretado pelo moleque Tales Magno, foi que o time se entregou mesmo

Rogério precisa repensar alguns pontos. A insistência com Edinho, usar Matheus Alessandro ao invés do Felipe Pires, e considerar a necessidade de usar um meia em algumas situações.

O que passou ficou pra trás, foco agora é no outro carioca da semana. Vixe!

Arrocha, Leão!