Blog do Maranhão

Guerra que ultrapassa o real e o virtual 

O grande ataque que hackers realizaram recentemente contra a HBO nos diz mais sobre a ameaça real da atuação da pirataria cibernética do que pode parecer num primeiro momento.O roubo de mais de 1.5 terabytes de dados da empresa, de acordo com a revista norte-americana The Hollywood Reporter, revela um elevado nível de sofisticação dos hackers, que teriam se valido de vários pontos de invasão simultâneos para ter acesso aos documentos e conteúdos sigilosos. E é aqui que o nó aperta.

O que na prática parece ser divertido (e até ter um caráter quase que ‘robinhoodiano’, distribuindo pela web episódios inteiros de séries como Ballers, Room 104 e até o aguardado quarto episódio da sétima temporada de Game of Thrones, que será exibido oficialmente hoje), na verdade é uma ação criminosa, com sérias consequências financeiras para a rede de televisão, sem falar no risco de publicização de informações estratégicas.

No mundo digital em que vivemos, estamos todos, em maior ou menor grau, expostos aos perigos de ações como esta. Por mais que não guardemos em nossos HDs, nuvens e PCs um conteúdo milionário como um episódio inédito de GoT, é fundamental que atentemos para a violência que este crime traz e o quão ele ainda será comum. Numa guerra sem fim por tronos que ignoram fronteiras entre o real e o virtual.

Émerson Maranhão é Editor de Conteúdo do Núcleo de Audiovisual

Recomendado para você