Blog do Maranhão

Parada do Recife terá abre-alas com coreógrafos e músicos

A ação inédita é uma iniciativa do Instituto Boa Vista, que  levará para a avenida Boa Viagem 30 coreógrafos e músicos, que farão performances ao longo de todo o percurso

Neste domingo, dia 17,  a 16ª edição da Parada da Diversidade de Pernambuco, promovida pelo Fórum LGBT, terá uma ação diferenciada e pioneira.  O Instituto Boa Vista, organização não-governamental que desenvolve o projeto Cidadania LGBT, no Recife, levará para o abre-alas do evento 30 coreógrafos da Associação de Bandas e Fanfarras (Abanfare) e sua banda marcial composta por mais 30 músicos.

Os artistas estarão posicionados à frente do trio-elétrico do Grupo Leões do Norte e farão as boas-vindas com evoluções de bandeiras, numa coreografia criada por Genivaldo Francisco, agente de cidadania do Instituto Boa Vista. “A iniciativa do IBV em parceria com o Fórum LGBT é valorizar e incentivar esses jovens na apresentação de suas habilidades artísticas”, completa Genivaldo. A maioria dos coreoógrafos e músicos é natural das cidades de Afogados da Ingazeira, Paudalho, Timbaúba, Carpina, Vicência e da Região Metropolitana do Recife.

O Coordenador do projeto Cidadania LGBT, o sociólogo Acioli Neto, destaca a importância da Parada da Diversidade na ampliação da visibilidade para a população quanto à existência de outras orientações sexuais além da heterosexualidade. Ao mesmo tempo é uma manifestação de direitos iguais a todos LGBT.

A Parada terá concentração a partir das 9 horas, no Parque Dona Lindu e o percurso segue até a Padaria Boa Viagem. Com o tema “Por Cidades Diversas, Nenhum Direito a Menos!”, o evento faz uma alusão à busca por espaços públicos mais inclusivos e sem homofobia.

 

 

Recomendado para você