Blog do Maranhão

A Cena G desta semana

Precisamos falar sobre Lara

Como certamente o leitor desta coluna já sabe, Lara é uma menina trans, de 13 anos de idade, que esta semana foi lançada no olho do furacão. Depois de fazer a última prova do ano letivo, ela e sua mãe foram informadas pela direção da escola Educar Sesc de Ensino Fundamental, onde ela estuda há 11 anos, que não seria mais bem-vinda na instituição.

O argumento apresentado foi que a escola não estava adequada às “necessidades especiais” de Lara, que em 2017 começou sua transição de gênero. E por isso, Lara e sua mãe, a jornalista Mara M., teriam que procurar um novo lugar para a garota estudar.

E é justamente este o ponto em que a história dá uma guinada surpreendente. A decisão transfóbica da escola contava com o constrangimento de Lara e sua família, dava como certo o silêncio comum àqueles que são discriminados. Uma aposta que se revelou errada.

Lara, 13 anos, menina trans que começou sua transição de gênero em 2017 / FOTO: JULIO CAESAR

 

Sua atitude resultou na imensa repercussão que o caso tomou, estampando manchetes na imprensa local e nacional. Sururu formado, a Fecomércio, entidade responsável pela escola, correu a garantir que a matrícula de Lara estava mantida. Depois, desculpou-se publicamente com a família e anunciou que iria investigar o que aconteceu, em busca de responsáveis pela atitude inexplicável (e que não tem conserto, nem nunca terá, como diz a canção).

Passado o tsunami, é preciso aprender com o episódio. A grande lição que este caso de transfobia nos deixa é a necessidade de revoltar-se em situações congêneres. E, mais que isso, verbalizar panoramicamente esta repulsa. Como disse antes, a direção da escola estava segura que Lara e sua mãe, humilhadas, calariam sobre a agressão sofrida, como geralmente as vítimas deste tipo de violência o fazem. Ao agressor é fundamental a vergonha da vítima com a coação infligida e sua consequente mudez a respeito.

É nisso que eles se fiam. O recolhimento dos agredidos é fundamental para a permanência da discriminação. A grita de Lara e sua mãe rompeu com a trajetória transfóbica ensaiada pela escola. Que assim seja sempre!

OS MIRANDA 1

Começam agora em dezembro as gravações do reality show sobre a vida de Gretchen e sua família, que deve estrear em abril de 2018, no canal fechado Multishow. A atração mostrará a rotina da cantora, de seus sete filhos, incluindo o ator Thammy Miranda, e da mãe, Maria José, além da sua irmã, Sula. As gravações acontecem no Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco e em Mônaco, na França, onde ela mora atualmente. Os 15 episódios contam com produção da Producing Partners e direção de Tatiana Issa e Guto Barra.

OS MIRANDA 2

Por falar em Gretchen, a cantora lançou um novo single nesta semana. Falsa fada, em que faz dueto com o cantor e produtor Rody Martins, integra a coletânea The Queen, que reúne hits icônicos da Rainha do Rebolado e chegará ao mercado em dezembro. Amanhã, sábado, Gretchen será a madrinha oficial do 7º Casamento Comunitário do Centro de Tradições Nordestinas (CTN) em São Paulo, em que será oficializada a união de 100 casais, entre eles sete pares homoafetivos. “Eu ainda acredito no amor”, garante a moça.

OUÇA ESSA!

“Não tive pudor nenhum”

Cauã Reymond, ator, sobre as cenas quentes de sexo que fez com Matheus Nachtergaele, no filme Piedade, novo longa do diretor pernambucano Cláudio Assis

SALVE BOWIE! 1

Esta é para anotar na agenda e não esquecer de jeito nenhum. De 10 a 14 de janeiro de 2018 a Caixa Cultural de Fortaleza recebe a mostra itinerante de cinema O Homem que Caiu na Terra, que reúne 17 filmes de ficção com a participação de David Bowie como ator, roteirista e/ou músico. A programação inclui desde clássicos como o longa-metragem que dá nome à mostra até obras menos conhecidas, como curtas-metragens nos quais Bowie atuou nos anos 1960 e 1970, como The Image (1969), que é o primeiro filme da carreira do astro nas telas, e dois outros com atuação e roteiro de David Bowie, Pierrot in Turquoise or The Looking Glass Murders (1970) e Jazzin’ for Blue Jean (1984).

Cena do filme “Labirinto”

SALVE BOWIE! 2

Além da mostra de filmes, integram a programação um Ciclo de debates sobre gênero e sexualidade, que terá como convidados Ari Areia, Cadu Bezerra e Helena Vieira, e uma Oficina de maquiagem criativa e figurino, com Fran Pimentel. As duas atividades paralelas têm a obra de Bowie como ponto de partida. Os ingressos custam R$ 4 e R$ 2 (estudante) e você pode conferir a programação completa aqui no Blog do Maranhão(http://blog.opovo.com.br/blogdomaranhao/confira-programacao-da-mostra-sobre-david-bowie/).

CETRO E COROA 1

E domingo é dia de Miss Universo. Eu sei que é super kitsch e anacrônico, mas talvez por isso mesmo a gente adore. A 66ª edição do concurso, que ocorrerá em Las Vegas (EUA), será transmitida pela Band a partir das 23 horas, com apresentação de Renata Fan. O Brasil será representado pela piauiense Monalysa Alcântara, que tem 18 anos e foi a terceira negra a receber o título de Miss Brasil (a primeira foi a gaúcha Deise Nunes, em 1986 e, após um jejum de 30 anos, Raissa Santana, representante do Paraná, levou o título no ano passado).

Foto: Marcelo Soubhia

CETRO E COROA 2

No último sábado, Monalysa desfilou no National Costume, a popular apresentação do Traje Típico de cada país no Miss Universo. O traje da miss Brasil foi criado pela estilista Michelly X e chama a atenção para o problema das queimadas na Amazônia. A brasileira disputa o título de mulher mais bonita do mundo com mais de 80 candidatas. A atual detentora do cetro e coroa é a francesa Iris Mittenaere.

NATAL TRANS

O abrigo Thadeu Nascimento, que acolhe pessoas trans em situações de vulnerabilidade, está organizando uma festa de Natal Solidário. O evento ocorrerá na noite de 22 de dezembro (sexta-feira), a partir das 19 horas. A ideia é abrir as portas da casa para celebrar a data com simpatizantes da causa trans. Quem estiver interessado em participar da festa deve levar um prato para a ceia, uma sobremesa ou uma bebida. Os organizadores também pedem que os convidados levem um presente, pois será realizado um Amigo Secreto. Para outras informações sobre o evento, acesse a página do abrigo no Facebook (//goo.gl/Kc9MgT).

SUPERSTAR 1

A cearense Valentina Sampaio, uma das modelos brasileiras mais bem sucedidas do ano, foi escolhida para estrelar a nova campanha da Levi’s, que nesta temporada celebra o jeans skinny. Nascida em uma vila de pescadores em Aquiraz, Valentina conquistou o mercado da moda com campanhas de marcas internacionais e capas das revistas mais importantes e conceituadas do mundo.

SUPERSTAR 2

“A Levi’s vem a cada dia mais se inspirando em mulheres fortes e modernas e se comprometendo com a elaboração de uma série de fits para todos os tipos de corpo. Nada mais natural então do que chamar Valentina Sampaio para ilustrar o nosso novo shooting”, justifica o material de divulgação da marca de jeans. É Valentina lacrando mais uma vez! (Confira o ensaio completo de Valentina Sampaio para a Levi’s aqui no Blog do Maranhão:  http://blog.opovo.com.br/blogdomaranhao/valentina-sampaio-posa-para-levis-veja-fotos/)

Recomendado para você