Blog do Maranhão

As garotas do calendário (A nova Cena G)

178 1

DIVERSIDADE

As garotas do calendário

Seis mulheres trans e seis mulheres cisgêneros estampam a terceira edição do calendário da Biblioteca da Diversidade, que já está à venda. Criado em 2016 pelo bibliotecário Cristian Santos, o calendário tem o objetivo de angariar fundos para a construção da sede da Biblioteca, destinada a oferecer produtos e serviços de informação a respeito de gênero e orientação sexual.

“Não se trata de uma biblioteca para gays ou lésbicas, mas de um espaço que fomente o respeito pelas diferenças, combatendo a violência física e simbólica contra os LGBTI”, explica Cristian, em entrevista à Cena G. As fotos desta edição são assinadas por Catarina Porto, Eduardo Bessa, Mateus Bueno e Raianne Cordciro.

“Ano passado, tratamos da questão das diversas modalidades de relações afetivas, trazendo em fotos casais gays, lésbicos, héteros e bissexuais. Para 2018, discutimos a situação das mulheres brasileiras. O Brasil é um dos países que mais mata mulheres em todo o mundo Em relação as mulhers transexuais, ocupamos o topo do ranking no planeta. O enfrentamento dessa questão passa pela visibilização desses corpos”, ressalta Cristian.

Quem estiver interessado em comprar o calendário – e contribuir com esta causa – deve depositar R$ 55 (por unidade, já incluso o frete) na conta: Cristian José Oliveira Santos – CPF 69189099168 Caixa Econômica Federal / Agência: 0005 Operação: 001 / Conta Corrente: 3570-5. Na sequência, é só enviar o comprovante e o endereço postal por e-mail (bibliotecadadiversidade) ou WhatsApp (61 98193 8688).

 

 

E O AMBULATÓRIO?

A Associação Transmasculina do Ceará (Atransce) promove campanha pelo Ambulatório Transexualizador do Estado. Para participar basta enviar uma foto e um vídeo com até 30 segundos de duração falando sobre a importância deste equipamento de saúde pública para a população trans. No final do vídeo, o participante deve falar: “Eu também quero ser SUS!”, que é o tema da hashtag da campanha. “Não precisa ser trans para participar da campanha”, ressalta Kaio Lemos, um dos organizadores. O material deve ser enviado até o dia 28 deste mês para o email atransce@gmail.com.

 

OUÇA ESSA

“APRENDA A TRADUZIR AS COISAS. TODO MUNDO SABE QUE A MÚSICA ‘QUE TIRO FOI ESSE?’ É AQUELA COISA ‘CARAL…, ESSA ROUPA TÁ LINDA’. ‘DESMAIEI’. ‘TÁ LINDO ESSE CABELO’. ‘BAFO ESSA MAQUIAGEM’. SÃO AS FALAS DAS MINHAS GAYS, MINHAS GLS MARAVILHOSAS. ENTÃO, NÃO ABRE A BOCA, AMOR, PARA FALAR BESTEIRA. NÃO ABRE A BOCA PARA FALAR O QUE NÃO SABE. PROCURE SABER. ENTENDEU, AMOR?”

Jojo Todynho, cantora, dona do hit Que tiro foi esse? defendendo a letra da canção de críticas que vem recebendo por supostamente estimular a violência.

 

MÃES PELA DIVERSIDADE

No próximo sábado, dia 20, será realizado o primeiro encontro cearense do Mães Pela Diversidade. Coletivo nacional, laico, independente e suprapartidário composto por mães e pais de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, o Mães Pela Diversidade funciona como espaço de acolhimento para os familiares e também busca realizar ações, atividades e projetos pautando a temática LGBT. O encontro, que é gratuito e aberto a todos os interessados, ocorrerá a partir das 16 horas no Instituto de Especialidades Integradas (Rua Manuel Monteiro, 1034. Cidade dos Funcionários) e será uma espécie de roda de conversa, para ouvir e ser ouvido sobre questões que permeiam o universo homo e transexual. Vale conferir!

 

CORPO NO SESC

O filme Meu corpo é político será exibido gratuitamente e debatido em mais de 200 unidades do Sesc em todo o Brasil. O documentário, dirigido por Alice Riff, foi o longa de abertura da 11ª edição do For Rainbow – Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual, em novembro de 2017. Meu Corpo é Político aborda o cotidiano de quatro militantes LGBT que vivem na periferia de São Paulo: Linn da Quebrada, artista e professora de teatro; Paula Beatriz, diretora de escola pública; Giu Nonato, jovem fotógrafa em fase de transição; e Fernando Ribeiro, estudante.

 

POLÍTICA LGBT

O Grupo de Resistência Asa Branca (Grab) realiza de amanhã até domingo o Curso de Formação Política, Cidadania e Direitos da População LGBT. A iniciativa tem o apoio do Fundo Brasil de Direitos Humanos e tem o objetivo de constituir uma rede de empoderamento entre ativistas, para que incidam sobre as políticas públicas locais, em benefício das pessoas LGBTI+. As aulas ocorrerão na sede da Fetrace, no Centro. O curso está inserido nas celebrações do Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro) e terá na abertura conferência da escritora e ativista transfeminista Helena Vieira, e debates com a assistente social e ativista feminista negra Cristiane Faustino e a advogada e membro da Comissão especial da Diversidade Sexual e Gênero do Conselho Federal da OAB Lilian Viana.

FIMDE

PARA CARNAVALIZAR.

Amanhã, sexta-feira, o Mambembe (Rua dos Tabajaras, 368, Praia de Iracema), realiza mais uma edição do Baile Mambembe, a partir das 22 horas. O Baile começa após a farra do Luxo da Aldeia, com o balancê comandado pelos DJs Darwin Marinho, Estácio Facó e Kinas. Ingresso: R (meia); R$ 15 + 1 kg de alimento não perecível (solidária), e R$ 20 (inteira). Os 100 primeiros pagam meia. Sábado, a casa recebe o Bloco das Travestidas (FOTO), a partir das 22h. Depois de se apresentar no Largo Luiz Assunção, o Bloco segue até o Mambembe onde a folia dura até o amanhecer. Ingresso: R$ 15 (meia), R$ 20 + 1kg de alimento não perecível (solidária) e R$ 30 (inteira).

SE JOGA NA PISTA.

Amanhã, sexta-feira, a boate Level (Rua Dragão do Mar, 218, Praia de Iracema), promove a festa Bem Viado, a partir das 23hs. No line-up, os DJs Luiz Neto, Di Soares, Lucas Praciano e Emmanuel Costta. Plus: rodadas de drinques + cardápio com preço promocional. Ingresso: R$ 20 (clonado até 0h) e R$ 15 (individual depois de 0h). Sábado, a casa realiza a festa Eu te amo ou Open bar, a partir das 23hs. No set list, marchinhas, reggaeton, axé, pop, forró, funk, sertanejo, trash, sofrência e brasilidades. No comando das pick-ups, os DJs Amabilis Ohanna, Fábio Balack, Ítalo Bergman, Ferrucio Alisson (FOTO), Klisman, Lourran Carneiro, Ph Archibald, Rachid Barros, Rayana Rayovack e Thales Sales. Plus: rodadas de bebidas + drinques e itens com preços promocionais. Ingresso: R$ 20 (até 0h), R$ 25 (depois de 0h) e R$ 80 (camarote, com 12 fichas para bebidas). Já no domingo, 21, a casa promove o Domingão Andrógeno, a partir das 23hs. Nesta edição, as divas Yummy Kitsuke e Tallulah Bitch fazem show nos palcos. Nas pistas, o comando fica com os DJs Lourran Carneiro, Marcelo, Renan Medeiros, Victor Sá, Di Soares, Diellen Menezes e Setric. Ingresso: R$ 30 (duplo) e R$ 20 (individual).

OLHA O AHAUSTÃO!

Amanhã, sexta-feira, a boate Haus (Av. Almirante Tamandaré, 19, no entorno do Centro Dragão do Mar) realiza a festa Travel Las Vegas, a partir das 23 horas. No comanda da pista, com o melhor do House, os DJs Mila Mian, Thiago Costta (FOTO) e Ferrucio Alison. Plus: drinques promocionais + Strip Poker. Ingresso: R$ 25. Sábado, a casa promove a festa A(haus)tão: Você quer Toddynho?, a partir das 17 horas. Este é o segundo ano do bloco de Pré-Carnaval da casa, que se dá em duas etapas. A primeira é o encontro na rua, que vai até às 23h. A segunda rola dentro da boate, com entrada free para os 100 primeiros, estendendo até as 5 da manhã com DJs convidados. Ingresso: R$ 10 (até 0h) e R$ 20 (depois de 0h)

CURTINDO O VAPOR.

Domingo, dia 21, o Dragon Health Club (Rua Almirante Jaceguai, 239 – Praia de Iracema, na ladeira do Centro Dragão do Mar) realiza a Fiesta Latina, a partir das 18hs. No line-up de atrações, show do grupo The Crazy + gogo performance de Marcelo Rodrigues + DJ Victor Sá + performance de Claudia Ferraz. Hostess: Tatiana Hylux (FOTO). O Club abre as portas às 16hs, já com todos os equipamentos funcionando, e fecha às 22hs. Ingresso: R$ 5 (com acesso restrito ao bar e restaurante), R$ 45 (acesso total) e R$ 30 (preço promocional para estudantes e homens com mais de 60 anos).

 

Recomendado para você