Blog do Maranhão

Para não dizer que não falei do STF & outras notas (a Cena G da semana)

Aos leitores que já há duas semanas estranham o silêncio da coluna em relação ao julgamento da criminalização da homofobia pelo Supremo Tribunal Federal (STF), uma rápida explicação. Antes que a sessão do STF inicie, este caderno (e consequentemente a Cena G) já está sendo impresso nas rotativas do parque gráfico do O POVO. Isso se dá porque no jornal temos uma escala de impressão dos cadernos e suplementos, que deve ser cumprida religiosamente.

Qualquer comentário que a coluna arriscasse fazer estaria desatualizado, para dizer o mínimo, quando chegasse às mãos dos caríssimos leitores. São tantas as possibilidades de desdobramento destas sessões – desde o prolongamento dos votos, como vimos acontecer na semana passada, até o indesejável pedido de vistas como estratégia mal disfarçada de adiamento do debate – que o melhor é esperar o desenrolar dos acontecimentos, para posterior análise e comentários.

Uma vez esclarecido que Cena G, definitivamente, não está fazendo uma egípcia panorâmica para tema de tão crucial importância, a gente garante que está acompanhando atenciosamente todos os passos desta decisão e suas repercussões. E que, em breve, espera abordar o assunto por aqui.

SEXO SEGURO

Pelo décimo ano consecutivo a marca Sergio K e a linha Preserv se unem em campanha para distribuir preservativos e reforçar a importância do sexo seguro no Carnaval. Com o tema Sex Morning Everyday – Keeps the doctor away, a embalagem especial traz um casal de velhinhos e uma amostra do Preserv Extra, modelo com maior diâmetro do mercado e um dos mais vendidos.

A partir de hoje, a amostra do Preserv Extra Sensitivity e do Preserv Prolong no envelope exclusivo da Sergio K. pode ser retirada gratuitamente nas 13 lojas da marca em todo o Brasil. Inclusive na unidade do Shopping Iguatemi em Fortaleza.

LACRE EM ARACATI

A Prefeitura de Aracati está investindo para consolidar a vocação da cidade de receber turistas LGBT (XYZ) durante o Carnaval. Este ano, haverá mais uma edição do Beco da Diversidade, que funcionará ao lado do Mercado Municipal, de sexta, 1º, a terça-feira, 5, com palco próprio e programação específica, que inclui apresentação de bandas e de DJs a partir das 20hs.

Além disso, a equipe da Prefeitura e funcionários terceirizados que trabalharão no Carnaval receberam treinamento específico sobre direitos LGBTQ+. Sem falar que uma das principais atrações da festa é o show da cantora Anitta, que fará percurso em trio elétrico, sem cordas, pela Avenida da Folia, a partir da meia-noite do domingo, 3.

CONTRA A HOMOFOBIA

A cantora carioca Monique Kessous lança amanhã, 22, seu novo single. Intitulada Viada, a canção foi composta por Monique em parceria com o irmão Denny Kessous, em 2017, após um juiz do Distrito Federal conceder liminar que autorizava o tratamento psicológico a pessoas que mantêm relação afetiva/sexual com outras do mesmo sexo, a chamada “cura gay”.

Fruto da indignação de Monique com o fato, a canção contém versos como “Recomendaram tratamento/ Mas estou curada/ Eu continuo viada/ O mundo está muito doente/ Chame a ambulância”. No início deste mês, Monique Kessous fez show em Fortaleza, dentro da programação da 1ª Festa Literária da Diversidade Sexual (Flids), na Praia de Iracema.

DEPOIS DAQUELE BEIJO

Muso absoluto da coluna de há muito, o ator Jesuíta Barbosa estreou participação especial (e babadeira!) na série Feras, exibida pela MTV desde janeiro. Interpretando Guille, bissexual e melhor amigo de infância de Ciro (João Vitor Silva), um dos protagonistas da trama, Jesuíta chegou chegando.

Nos dois capítulos exibidos na última segunda-feira (portanto, não se trata de spoiler), Ciro começou a cogitar a ideia de ser bissexual, assim como o amigo.  Durante a noite do Melado da Cana, Ciro percebeu que uma boca é só uma boca, livre de gênero, e chegou à conclusão que “todo mundo é bissexual em potencial”.  Ciro e Guile então se beijam, mas Ciro não consegue impressionar Guile com suas “proezas fluídas”, digamos assim.

Gravada e ambientada em São Paulo, Feras retrata e coloca em discussão as novas formas de relacionamento. A série é uma coprodução da MTV a Primo Filmes. O projeto foi criado por Teodoro Poppovic e Felipe Sant’angelo. Os episódios inéditos são exibidos às segundas-feiras, às 22hs, na MTV. Após o término da exibição na TV, o MTV Play disponibiliza o episódio do dia mais o capítulo seguinte.

OUÇA ESSA!

“O Congresso não tem sido exatamente omisso nesses mais de 30 anos, desde a promulgação da Constituição. Tem sido homofóbico. Por obra e graça da bancada religiosa – que diz falar em nome de um ser superior que a todos ama, sem distinção – nenhum projeto que criminaliza as manifestações e atos de ódio contra homossexuais foi aprovado”.

Ranier Bragon, jornalista, em sua coluna na Folha de S. Paulo

“É uma forma de protestar contra essa onda conservadora e babaca que surgiu no Brasil. Nós somos um povo sensual, que gosta de se exibir, e não há nada de errado nisso”.

Tuca Andrada, ator, 54, explicando, em entrevista ao O Globo, porque frequentemente posta fotos ousadas em suas redes sociais.

Tuca Andrada, ator, 54, explicando, em entrevista ao O Globo, porque frequentemente posta fotos ousadas em suas redes sociais.

“O Fluminense entende que uma vitória seguida de homofobia é uma derrota para o esporte. Para a sociedade. E o país onde mais se assassina LGBTs no mundo não pode deixar uma demonstração tão clara de preconceito morrer. Por respeito. Por justiça. Por humanidade. O Fluminense, assim como todo clube de futebol, é feito de homens e mulheres de várias cores, condições sociais, sexualidades. E tem muito orgulho de cada um de seus torcedores. Por isso faz questão de afirmar, quantas vezes for necessária, que é um #timedetodos”.

Nota oficial do Fluminense, repudiando a provocação de cunho homofóbico do jogador do Vasco Fellipe Bastos, após a conquista da Taça Guanabara.

“Saibam que nunca foi minha intenção causar nenhum tipo de problema com ninguém, muito menos alimentar a homofobia, que deve ser combatida diariamente. Que isso não vá adiante, pois temos muitos problemas para combater na nossa sociedade, sendo a homofobia um deles.”

Fellipe Bastos, jogador do Vasco, desculpando-se em vídeo publicado nas redes sociais, depois da repercussão negativa de seu comentário anterior.

FESTAS DO FIMDE

LEVEL

AMANHÃ, SEXTA-FEIRA, a boate Level (Rua Dragão do Mar, 218, Praia de Iracema) reúne seis DJs em duas pistas eletrônicas,  a partir das 23hs. No comando da pista Pop/Funk/House, os DJs Ph Archibald, Adailton Maciel, Davidson Alves, Luiz Neto (FOTO) e David Arthênio. Na Arena Level, Bloquinho da Nagy, com hits do Axé e Forró. Plus: vodca em dobro a noite inteira + rodadas de bebidas free. Ingresso: R$ 10 (com lista Vip até 0h) e R$ 20 (meia sem lista). No sábado, dia 23, a casa realiza festa com open bar, também a partir das 23hs. No line-up, os DJs Emmanuel Costta, Luis Neto, Di Soarez, Thiago 7, Lourran Carneiro, Sergio Klisman, Fábio Balack e PH Archibald. Plus: Open bar de cerveja e sangria até 0h + rodadas de bebidas e doces free. Ingresso: R$ 15 (com lista Vip até 0h), R$ 25 (sem lista Vip) e R$ 80 (acesso ao camarote com 12 fichas para bebidas). No dia 24, rola mais uma edição do Domingão da Level a partir das 22hs. Na pista, os DJs residentes Lourran Carneiro, Elias Arrais e Marcelo Fort. No palco, a apresentação fica por conta de Layla Sah. Shows com Lavine Holanda, Siarah Arcury e Lorna Alves. Plus: cardápio e bilheteria com preço promocional. Ingresso: R$ 10 (até 23h30min) e R$ 15 (após 23h30min).

MAMBEMBE

AMANHÃ, SEXTA-FEIRA, o Mambembe (Rua dos Tabajaras, 368, Praia de Iracema) promove mais uma edição da festa Viva La Vulva de pré-Carnaval, a partir das 22hs. A noite terá show da banda Selvabeat, com muitos hits carnavalescos no repertório. A cada sexta, a festa recebe ainda a participação de uma seleção de mulheres para as discotecagens. Ingressos: R$ 10 (meia), R$ 20 (inteira), e R$ 15 + 1kg de alimento (solidária). No sábado, dia 23, a casa recebe o After do Bloco das Travestidas, a partir das 21 horas. No line-up da noite, shows, performances e discotecagens. Ingressos: R$ 15 (meia), R$ 30 (inteira), e R$ 20 + 1kg de

Recomendado para você