Blog do Maranhão

Até quando faremos a egípcia para a Parada LGBT do Ceará?

Além dos três milhões de pessoas que coloriram a Avenida Paulista no último domingo, a 23ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo encheu os olhos por outra razão. Finalmente, um número expressivo de grandes empresas decidiu abraçar a Parada. E o fez através de ações práticas, tanto no patrocínio oficial do evento, quanto na associação de suas marcas à causa do Orgulho LGBT .

De acordo com o site oficial da Associação da Parada LGBT de São Paulo (APOLGBT), esta edição teve o patrocínio máster do Burger King, patrocínio da Amstel e da Uber, co-patrocínio da Avon, e apoio da Accor, Microsoft, MaxMilhas, MAC, Philip Morris, Mercado Livre, Zendesk e #ParadaAoVivo. Além do apoio institucional da Prefeitura e do Governo de São Paulo.

Pela primeira vez, a Parada teve transmissão ao vivo pelo canal de TV GNT. Durante o percurso, a Wappa, app de transportes, distribuiu 2 mil copos e 5 mil leques customizados com referência à bandeira LGBT. A marca de lubrificantes KY também participou de evento pela primeira vez, distribuindo milhares de munhequeiras de arco-íris e sachês de seu produto. Dois dias antes, na sexta-feira (21), a marca de cosméticos Quem disse Berenice foi a patrocinadora oficial da Marcha do Orgulho Trans.

No sábado que antecedeu a Parada, o Theatro Municipal de São Paulo colocou quatro bandeiras LGBT enormes nas laterais do prédio histórico para sinalizar seu apoio ao movimento.

O mês do orgulho LGBT também inspirou programação especial do Canal Brasil, do serviço de streaming de vídeos Looke, e canal especial no Deezer. Sem falar nas coleções temáticas lançadas por grifes como Calvin Klein, Levi’s, Diesel e Michael Kors, celebrando o orgulho da diversidade sexual. E o Bradesco, que levou as cores do arco-íris para sua logomarca.

O circuito de entretenimento da capital paulista recebeu mostras de cinema, exposições e festas temáticas a perder de vista, e até um camarote (pago) para assistir ao desfile, com direito a pocket show de Daniela Mercury.

Enquanto isso, por aqui, parece que vivemos um momento de total dessintonia com este fenômeno. A Parada do Ceará segue enfrentando enormes dificuldades para ser realizada.

A impressão é que fazemos uma egípcia panorâmica para a celebração mundial do orgulho LGBT (XYZ). Nenhuma mostra especial no Cinema do Dragão ou no São Luiz, nenhuma exposição temática, nenhuma ação de marketing das empresas locais, nenhum monumento histórico vestido com as cores do arco-íris.

Nem as boates voltadas para este segmento parecem ter se sensibilizado. Das três principais casas de Fortaleza, duas ignoraram solenemente o Dia Mundial do Orgulho LGBT (celebrado amanhã) e a Parada daqui em sua programação. Apenas o Club Viva promoverá festas (logo três!) tendo o orgulho como tema. As demais realizarão ‘arraiás’ e ‘bailes funks’.

Tirando uma ou outra iniciativa – como a da Defensoria Pública do Ceará, que lançou em seu site uma série de matérias temáticas, e o ForRainbow, que usou o Facebook para homenagear militantes -, a data passará em branco.

E olhe que comemoramos, neste ano, três números fechados: os 50 anos da Batalha de Stonewall, os 30 anos do Grab e os 20 anos da nossa Parada. Três marcos que mereciam e merecem mais cuidado!

DÁ UM GOOGLE

Dados divulgados pelo Google revelam que o Brasil é o país que mais busca pelo termo “homofobia” no mundo. “O que é ser homofóbico?”, “O que é preconceito homofóbico?” e “Quais as causas da homofobia?” estão entre as cinco perguntas mais procuradas sobre o tema.

Outra boa notícia é que, desde 2015, o interesse de busca por direitos LGBT é superior ao por termos relacionados à retórica anti-LGBT. Na semana passada, o Ceará ocupava o sétimo lugar no ranking de estados brasileiros com maior busca pela expressão “Orgulho LGBT”. São Paulo liderava com folga o levantamento, certamente por causa da Parada LGBT que ocorreu no último domingo.

A NOSSA PARADA

A programação oficial da XX Parada Pela Diversidade Sexual do Ceará, que tem como tema “Topo qualquer Parada! O medo não nos cabe”, segue hoje com o Balcão da Cidadania LGBT, das 8hs às 17hs, no Parque da Liberdade (Centro). O mesmo local e a Praça Verde do Centro Dragão do Mar recebem a Feira Empreendedora LGBT, também hoje, das 8hs às 18hs.

Silvero Pereira e Mulher Barbada

No sábado, dia 29, às 14hs, tem Roda de Conversa sobre Direitos Sexuais e Reprodutivos, no Centro Cultural Patativa do Assaré (Conjunto Ceará). Às 16hs, o Complexo Cultural Makulelê, também no Conjunto Ceará, recebe Oficina Sobre Identidade de Gênero. Às 17hs começa o Ato Show Preparada, no Aterrinho da Praia de Iracema (Praia dos Crush). Silvero Pereira e Mulher Barbada (FOTO) puxam a lista de atrações, que inclui DJs, transformistas, drag queens e artistas trans.

No domingo, dia 30, às 15hs começa a concentração da Parada, na avenida Beira Mar, em frente à Barraca do Joca. Às 16h, está prevista a abertura oficial, com representações do movimento LGBT. A saída da concentração está programada para as 17h30min, e o Minuto de Silêncio e de protesto contra a LGBTfobia e o LGBTcídio, para as 18hs. Só então, a Parada inicia seu trajeto, previsto para terminar às 22hs, no Aterro da Praia de Iracema. A XX Parada Pela Diversidade Sexual do Ceará é realizada pelo Grupo de Resistência Asa Branca (Grab) em parceria com as coordenadorias estadual e municipal da Diversidade Sexual.

FESTAS DO FIMDE

LEVEL
AMANHÃ, SEXTA-FEIRA, a boate Level (Rua Dragão do Mar, 218, Praia de Iracema) realiza a festa A Noite do Funk: Evoluiu!, a partir das 23hs. No comando das pick-ups, os DJs Danley Barros, David Arthênio, Maylon, Emmanuel Costta, Fabio Balack, Herminio Sifi e Luiz Neto. Plus: Vodca em dobro até 0h + rodadas de bebidas na boquinha + blecautes. Ingresso: R$ 15 (meia c/lista até 0h), R$ 20 (sem lista ou após 0h) e R$ 50 (camarote c/ brinde de seis fichas). No sábado, dia 29, a casa reúne 11 atrações em três ambientes, também a partir das 23hs, na festa Vale Tudo no Baile Funk. Na pista eletrônica, os DJs David Arthenio, Emmanuel Costta, Fabio Balack, Italo Bergman, José Cavalcante, Lourran Carneiro, Luiz Neto, Ph Archibald e Sergio Klisman + performances de Emma Salvatore e Ravenna Lavell. Plus: Rodadas de tequila e Absinto + Beer-bong + pirulitos free + sinuca no camarote + sorteio de um narguilé. Ingresso: R$ 15 (com lista Vip até 0h), R$ 25 (meia sem lista e entrada após 0h) e R$ 100 (acesso ao camarote com 12 fichas para bebidas). No domingo, dia 30, a casa recebe a festa Fantastic Rainbow, celebrando o aniversário do portal Onix Dance e a Parada do Orgulho LGBT do Ceará. A apresentação fica por conta da condessa Mirelle Blanche e os shows serão de Aysha Shiminazzo, Talessa Top, Narrasha Delatorre e Samylla Tithan. Na pista eletrônica, os DJs Marcelo Fort, Lourran Carneiro, Elias Arrais e Higor Taz. Plus: cardápio e bilheteria com preço promocional. Ingresso: R$ 15.

VIVA
NESTE SÁBADO, dia 15, o Club Viva (Rua Dragão do Mar, 198) recebe a festa Pré-Parada!, a partir das 23hs. O DJ convidado André Albano (RN) puxa o line-up da pista eletrônica, acompanhado dos DJs Rayanna Rayovack, Rachid Barros e Amabilis Ohanna. João Neto assim a produção. Ingresso: R$ 20 (com lista), R$ 25 (sem lista ou até 0h) e R$ 30 (após 0h). No domingo, dia 30, a casa recebe a festa Pós-Parada, a partir das 22hs. No comando da pista, os DJs Thiago Costta, Amabilis Ohanna, Pedro Igor, Jona Bautrip e João Goersch. A produção é de João Neto. Ingresso: R$ 15 (com lista) e R$ 20 (sem lista ou até 0h).

LANCELOT 
NESTE SÁBADO, dia 29, a boate Lancelot (Rua Almirante Jaceguai, 7, em frente à praça do Centro Dragão do Mar) recebe o Arraiá da Taty Girl, a partir das 23hs. A principal atração da noite é o show Baú da Taty Grirl, com sucessos antigos da carreira da cantora. Completam o line-up de atrações os DJs Lobinha, Milla Mian e Thiago Costa + show com Jack Lins e banda (ex-Forró Balancear). Ingresso: R$ 30 (pista) e R$ 50 (camarote).

BARRACA DO JOCA
NESTE DOMINGO, dia 30, a Barraca do Joca (avenida Beira-Mar, 3.101, Meireles) recebe a festa Esquenta da Parada, a partir do meio-dia. No line-up, os DJs Lia Tavares, Amabilis Ohanna, Rodrigo Sossa, Rachid Barros e João Goersch. Produção: João Neto. A entrada é gratuita.

Recomendado para você