Blog do Maranhão

João Gilberto não morre só: morre um Brasil com ele

“Melhor do que isso, só mesmo o silêncio. Melhor do que o silêncio, só João”.

Caetano Veloso in Pra Ninguém

 

Morreu João Gilberto. Já é sabido. O que talvez ainda não se enxergue é que a partida do pai da Bossa Nova, neste sábado, aos 88 anos, não se encerra em si. Muito menos diz só sobre o falecimento de um gênio da raça. Não! Com João Gilberto morre um Brasil, uma ideia de Brasil.

É verdade que esse Pais luminoso e iluminado que João evocava no imaginário mundial já há muito agonizava. Mas é das metáforas mais poderosas que a partida do músico se dê só agora, nestes tempos em que vivemos.

O Brasil que João Gilberto projetou para o mundo, de fato, já não existe. E, admitamos, em nada hoje nos reflete a suavidade harmoniosa do estilo musical que ele inventou. Mas não há como negar que ambos resistiram até onde puderam. Tanto o músico quanto esta ideia de um Brasil que fazia da arte seu caminho para o protagonismo além fronteiras.

Os tempos são outros. A arte e seus criadores foram alçados à condição de inimigos públicos número 1. E João Gilberto morreu.

O Brasil que hoje se vê na TV é o que adota a liberação de agrotóxicos como política pública; o que rompe acordos internacionais de Direitos Humanos para não “beneficiar” a população LGBT+; o que quer a volta da exploração do trabalho infantil; o que nega o desmatamento da Amazônia; o que ignora a laicidade do estado; o que defende que os fins justificam os meios (contanto que para beneficiar o lado de quem é o dono da bola); o que libera armas a granel – e que fez da simulação de uma arma com a mão sua marca registrada, à guisa de versão própria para o “Paz e Amor”.

Não cabia mais João Gilberto nesse país. Mas este nem é o problema, tudo a seu tempo. O que não quer calar é em qual país caberá Karim Aïnouz, Criolo, Petra Costa, Kleber Mendonça Filho, Pabllo Vittar; Conceição Evaristo, Antonio Prata, Maria Ramos, Anna Muylaert, Santiago Nazarian, Daniela Mercury, Letícia Sabatella…?

Recomendado para você