Blog do Vozão

Vagner Mancini: Sinal amarelo aceso

1193 27

Vagner Mancini (foto: Ceará.com)

É comum que o trabalho de um treinador comece a ser questionado quando os resultados em campo não aparecem, mesmo que ele já tenha tido um passado de conquistas no clube e no caso de Mancini não é diferente.

5 jogos, somente 1 vitória, 11 gols sofridos, 5 marcados, apenas 4 pontos em 15 disputados, time na zona de rebaixamento, some-se a isso tudo as várias escalações diferentes e confusas, o mesmo digo com relação a algumas substituições feitas pelo treinador durante as partidas.

Com um desempenho deste, mesmo tendo conquistado o titulo de Campeão Cearense (pegou o time com a metade do campeonato já nas mãos) e fazer uma brilhante campanha na Copa do Brasil este ano, Vagner Mancini passou a ter sua permanência questionada por parte da torcida do Vozão

Assim como parte da torcida, também tenho meus questionamentos a fazer com relação ao trabalho do treinador, mas, mesmo achando que ele tem tido dificuldade para encontrar a melhor formação da equipe, estou convicto que é muito cedo para se falar em troca de treinador, até porque temos alguns jogadores que ainda não estrearam e poderão dar á ele uma opção melhor na formação tática da equipe.

Na derrota diante do São Paulo,  o time mostrou sinais de melhoras, mas é bom que Mancini trate logo de encontrar um padrão tático para a equipe, além do caminho das vitórias, pois, caso contrário, sua batata começará a queimar pelas bandas de Poragabuçu.

Meus questionamentos sobre o trabalho de Mancini:

1 – Insistir em manter Erivélton no time titular, jogador é fraquíssimo nas bolas aéreas, sem contar que não dá um combate, o que ficou bem claro no Lance do primeiro gol do São Paulo, quando o Marlon dominou a bola, calçou as chuteiras, ajeitou a caneleira, arrochou os cadarços, antes de chutar a bola, enquanto o Erivélton só observava.

2 – Preferência dele em optar por Iarley no ataque, se já ficou provada que a atuação do jogador no meio de campo é bem melhor, sem contar que colocá-lo ao lado de Osvaldo no ataque, deixa o time, que já tem dificuldade em faze gols, sem um jogador finalizador no ataque.

3- Eusébio é outro que, se não tem prejudicado, também não tem contribuído, mas tem sempre seu lugar cativo no time de Vagner Mancini.

Recomendado para você