Blog do Vozão

Proteger, apoiar e valorizar

110 18
Diego Almeida, Rômulo e Caio Cesar na seleção do Nordeste (Imagem: EI/Divulgação)

Diego Almeida, Rômulo e Caio Cesar na seleção do Nordeste (Imagem: EI/Divulgação)

Quando se fala em garotos da base logo surge um certo ar de desconfiança por parte do torcedor do Vozão, que imediatista como é, logo cobra um rendimento cem por cento e acaba por “queimar” boa parte deles, que terminam saindo para “brilhar” em outros clubes, casos de Éderson e Pablo, dois dos mais recentes casos.

Recentemente o Vozão disputou a Copa do Nordeste sub 20 e emplacou três atletas na seleção da competição, o goleiro Diego Almeida, o zagueiro Rômulo e o atacante Caio Cesar. Agora a garotada se prepara para as disputas da Copa São Paulo de Futebol Junior, que será disputada no início de 2016, estando o Vozão no Grupo 8, ao lado de Joinville/SC (02/01), CSP/PB (04/01) e Guaratinguetá/SP (06/01).

Com a participação do Vozão constantemente em competições nacionais, esses jogadores vem ganhando experiência, algo necessário para seu crescimento profissional, e com isso os resultados começaram a aparecer, a conquista do título em todas as categorias disputadas no âmbito estadual já é um fato positivo.

Todo trabalho realizado na base é a longo prazo e o com o pensamento voltado para ter frutos colhidos no futuro e não no presente. Não se pode cobrar de um garoto de dezessete ou dezoito anos uma rendimento de uma jogador de vinte cinco ou vinte seis anos, por isso, o tratamento dado a um garoto da base deve ser diferenciado por parte de seu torcedor, que precisa ter paciência e saber valorizar sua joia.

É fato que algumas vezes esses garotos são usados de forma errada, como foi o caso do Robinho, que sob o comando de Silas ganhou uma responsabilidade de carregar um fardo do qual não estava preparado para suportar, e isso, no meu ponto de vista, acabou prejudicando o garoto, que acabou se desgastando perante a torcida, sendo necessário emprestá-lo ao Confiança para que pudesse respirar um ar diferente e ganhar um pouco de experiência.

Os laterais Búiu e Sanchez, além do atacante Robinho já estão lá, e é pensamento da diretoria do Vozão aproveitar mais alguns garotos da base no elenco profissional em 2016, e o apoio do torcedor será fundamental para que esses garotos possam desenvolver um bom futebol em campo.

Proteger, dar apoio, confiança e valorizá-los no presente, para assim poder cobrar no futuro. Esse tem que ser o comportamento do torcedor para com os garotos da base.

Saudações Alvinegras!

Recomendado para você