Blog do Vozão

Homenagem ao ídolo

63 16
Mitotônio detêm a marca de segundo maior artilheiro da história do Vozão (Foto: Internet)

Mitotônio detêm a marca de segundo maior artilheiro da história do Vozão (Foto: Internet)

Segundo maior artilheiro do Ceará com 151 gols marcados em 215 partidas – média altíssima de 0,69 por jogo – Mitotônio será lembrado pelo Ceará antes do confronto diante do Flamengo, dia 22 de fevereiro, pela Primeira Liga, no Castelão.

A diretoria de Cultura, Biblioteca e Documentação do clube ainda não decidiu exatamente como será a homenagem, mas fará referência ao centenário de nascimento do jogador (22 de fevereiro de 1917), que faleceu no dia 1 de abri de 1951.

Uma das preocupações do Ceará é esclarecer dois fatos. O primeiro é que Mitotônio nasceu em Granja, mas em 1917 e, portanto, morreu aos 34 anos e não aos 35, como a história conta. O segundo é deixar claro que o motivo do falecimento não foi a panelada que ingeriu antes da partida contra o Gentilândia, no Presidente Vargas – o jogo terminou 4 a 1 para o Ceará, com o primeiro gol justamente do atacante.

De fato o ponta esquerda talentoso comeu a panelada, vomitou em campo, mas a causa da sua morte não foi congestão estomacal, como o folclore conta, mas um Acidente Vascular Cerebral (AVC) após ser liberado do hospital, como comprova o atestado de óbito.

Mitotônio foi tão relevante para o Ceará que tem mais gols do que Sérgio Alves com quase 100 jogos a menos. Gildo é o atacante com mais tentos pelo Alvinegro.

É importante para qualquer clube contar as histórias de seus ídolos. No caso do Ceará, quem torce carrega na paixão uma entidade centenária. Suas histórias precisam ser contadas.

Fonte: Fernando Graziani/Blog Futebol do Povo