Blog do Vozão

Fica ou não fica?

2043 66

Assédio ao goleiro Éverson tem sido grande. (Foto: Fernando Ferreira/Cearasc.com)

Em menos de dez dias tivemos duas polemicas, ou novelas (fiquem a vontade para denominar a situação) envolvendo uma possível negociação do goleiro Éverson, e entre elas uma renovação de contrato com reajuste salarial, da multa rescisória e aumento do tempo de contrato.

Éverson nem é o pior, nem o melhor goleiro do mundo, mas suas qualidades o credenciam a vestir a camisa de qualquer clube do futebol brasileiro, o que me faz ver com naturalidade o seu desejo de vestir a camisa de clubes como Grêmio e Santos.

Com a camisa do Vozão já são quase quatro anos de titularidade incontestável, o que o levou a já ser considerado por muitos como um dos maiores goleiros do Clube, o que naturalmente torna compreensível de minha parte essa apreensão da torcida quanto a uma possível saída do jogador para outro clube, o que convenhamos, mais cedo ou mais tarde acontecerá. Mas não da forma como antigamente, quando clubes chegavam e levavam nossos melhores jogadores praticamente a custo zero.

Hoje a história mudou, o Vozão vive outra era. O Clube passou da categoria de vendedor para a de, também, comprador. Tudo isso graças ao ótimo trabalho de gestão feito nos últimos dez anos pela diretoria, ora comandada por Evandro Leitão, ora por Robinson de Castro, saindo do semiamadorismo para o profissionalismo.

Honrar com seus compromissos dar ao Vozão a prerrogativa de poder saber conduzir negociações como as de Éverson, quando clubes considerados como grandes do futebol brasileiro bateram na porta do Vozão, entraram e perceberam que do lado de dentro da casa houve uma grande evolução, e que as coisas não funcionam mais como antigamente.

Por enquanto, Éverson fica. Até quando? Isso só o tempo dirá.