Blog do Vozão

Ceará 0x1 Fortaleza – Não deu

1092 53

Vozão amargou a segunda derrota seguida para o rival e viu o titulo ir para o outro lado (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)

Titulo é assim mesmo, não se ganha sempre. Dessa vez não deu para o Vozão. Longe de querer desmerecer a conquista do rival, mas a perda do titulo já vinha sendo anunciada a conta-gotas através de fatos e detalhes que por muitas vezes passa despercebido pelo torcedor, que movido a paixão, se deixa levar pela emoção, tornado-se cego.

Vejamos alguns desses fatos e detalhes: Penamos para superar Central e Foz do Iguaçu pela Copa do Brasil, passamos sufoco na semifinal diante do Floresta, arrancando um empate na primeira partida as duras penas, não mostramos o menor poder de reação diante do rival nas duas partidas da final, além de negar fogo na hora do pega pra capar. Junte-se a isso as inúmeras declarações desnecessárias feitas pelo treinador, as transferências de responsabilidades feitas por ele, as cobranças feitas (em especial a diretoria) em público, tudo isso só ajudou a conturbar ainda mais o ambiente. Uma hora a conta iria chegar.

Eliminados nas duas competições nacionais, títulos a nível estadual perdidos, ou seja, os péssimos resultados obtidos nada mais é do reflexo de um time mal treinado, sem consistência e equilíbrio dentro de campo, e que não parecia sentir desejo de vencer, de conquistar títulos, resumindo, o time é a cara do seu treinador.

O ambiente de Lisca no clube não tem sido bom ultimamente, o clima entre ele e jogadores, que já não era dos melhores, ficou externado a ainda mais depois da derrota na primeira partida da final. Por isso, a demissão de Lisca passou a ser inevitável para a sequencia da temporada.

Até o momento em que esse post foi escrito, apesar dos fortes rumores de que Lisca será demitido, a diretoria ainda não havia confirmado nada sobre isso, mas é inevitável que isso ocorra, protelar sua demissão só trará mais prejuízos. Treinador que não ganha títulos e não consegue ganhar uma do rival, não pode servir para o Vozão.

Os resultados mostraram que o planejamento foi errado, só que ainda há tempo para consertá-lo, mas primeiro será preciso reconhecer os erros, para em seguida tentar consertá-lo.

Temos uma Série A pela frente, e para não repetir erros do passado será preciso agir rápido e de maneira eficaz. As balas estão acabando, não podemos mais desperdiçar munições sob o risco de sermos derrotados mais uma vez.

Falta de alerta não foi.

Confira lances da partida.

Confira a ficha técnica da partida AQUI.