Blog do Vozão

Vamos aos números

423 23

O Vozão em números nas primeiras 19 rodadas (Foto: Stephan Eilert/Cearasc.com)

E lá se foi a primeira parte da competição, e como todo mundo sabe, o principal objetivo do Vozão é a permanência para 2020, e se o campeonato terminasse hoje, esse objetivo teria sido alcançado.

Nesse post estaremos fazendo um pequeno resumo do desempenho do Vozão até aqui na Série A, mostrando alguns números que, em nossa visão, poderão ajudar a refletir o que precisa ser melhorado, o que precisa ser mantido e o que não está dando certo para o restante da competição.

Geral

Nos 19 jogos, foram 6 vitórias (a última na 14ª rodada), 2 empates e 9 derrotas.

Foram 21 gols marcados, média de 1,11 gol por jogo, marcando gol em 10 dos 19 jogos, ou seja, em 53% dos jogos;

O time tomou 20 gols, média de 1,05 gol por partida, tomando gol em 15 dos 19 jogos, sendo vazado em 79% dos jogos.

O saldo é de 1 gol positivo.

Foram 22 pontos conquistados, 53% de aproveitamento, atualmente ocupando a 13ª colocação.

Em casa x Fora de casa

Atuando em casa foram 10 partidas (30 pontos disputados), conquistando 17 pontos, tendo um aproveitamento de 56%, com 5 vitórias, 2 empates e 3 derrotas.

Marcou 15 gols, média de 1,5 gol por jogo, marcando gol em 6 das 10 partidas, furando a meta adversária em 60% dos jogos;

Tomou 9 gols, média de 0,9 gols por partida, sendo vazado em 6 das 10 partidas, tomando gol em 60% desses jogos;

Em 9 jogos atuando fora (27 pontos disputados), o time só conquistou 5 pontos, obtendo um aproveitamento de 18,5%, com 1 vitória, 2 empates e 6 derrotas.

Marcou apenas 6 gols, média de 0,67 gol por jogo, marcando gol em 4 desses 9 jogos, ou seja, marcou gol em 44% dos jogos;

Tomou 11 gols, média de 1,22 gols por partida, tomando gol em todos os 9 jogos;

Detalhe: Não vence atuando fora de casa desde a 6ª rodada, quando bateu o Avaí, por 2×1, em Santa Catarina.

Sequência boa x Sequência ruim

Por 3 oportunidades na competição o Vozão passou por uma sequencia ruim, ficando sem vencer por no mínimo 3 rodadas seguidas.

Sequência 1: sem vencer 3 jogos

2ª rodada: derrota para o Cruzeiro (0x1) fora de casa

3ª rodada: derrota para o Atlético (1×2) em casa

4ª rodada: derrota para o Goiás (1×2) fora de casa

Sequência 2: sem vencer 4 jogos

7ª rodada derrota para o Santos (0x1) em casa

8ª rodada empate com o Bahia (0x0) em casa

9ª rodada derrota para o Vasco (0x1) fora de casa

10ª rodada empate com o Fluminense (1×1) fora de casa

Sequência 3: sem vencer 5 jogos

15ª rodada derrota para o São Paulo (0x1) fora de casa

16ª rodada derrota para o Flamengo (0x3) em casa

17ª rodada derrota para o Athlético (0x1) fora de casa

18ª rodada empate com o Corinthians (0x1) fora de casa

19ª rodada empate com o Botafogo (0x0) em casa

Detalhe: Reparem que nas duas ultimas sequências a dificuldade para marcar gols já começa a causar um prejuízo maior.

Até aqui, apesar de achar que o rendimento poderia ter sido melhor, podemos considerar o desempenho em termos de pontuação entre regular e bom, mas claramente se vê que para alcançar o objetivo principal sem passar perrengues daqui pra frente, será preciso melhorar o rendimento atuando fora de casa, além de pelo menos manter o desempenho atuando em casa.

O que podemos tirar como lição desses 19 jogos para os próximos 19 que serão disputados? Deixo essa pergunta para vocês, leitores do Blog.

Em tempo, o zagueiro Charles não faz mais parte do elenco do Vozão. Diretoria e jogador, em comum acordo, acertaram a rescisão contratual.