Blog do Vozão

Ceará 0x1 Goiás – Novamente culpa do azar?

922 47

Sem poder de reação, Vozão segue sem vencer na competição. (Foto: Aurélio Alves/O Povo)

A cada rodada a agonia aumenta. Agora são nove jogos sem vencer. Se antes em casa pelo menos empatava, dessa vez nem isso. De vinte e sete pontos disputados nos últimos jogos, apenas três foram conquistados, e o pior, o time marcou apenas três gols nesses jogos. Chegamos ao inferno.

É inadmissível um time não vencer a oito partidas e fazer um primeiro tempo como o time fez nesta partida. É inadmissível um time que não vence a oito partidas entrar em campo como se fosse para disputar um racha de final de semana.

Ahh, mas o time melhorou no segundo tempo. Sim, é verdade. Mas essa melhora se deu mais por conta do time estar perdendo e não poder continuar mostrando a falta de disposição mostrada no primeiro tempo. É fato que alterações contribuíram para a melhora no segundo tempo, mas o time passou longe de mostrar organização dentro de campo, foi pra cima na base do abafa. Não resolveu.

E antes que venham dizer: Mas a culpa não era do Enderson? Sim, a culpa TAMBÉM era do Enderson, afinal era ele quem escalava, era ele é quem fazia as escolhas, e foi ele que corroborou com o presidente quando disse que o elenco era bom.

Valdo comete uma falha bisonha, Thiago Galhardo perde pênalti, Felippe Cardoso tem mais de 7 metros a sua frente, mas chuta em cima do goleiro, time só joga um tempo. Resultado: Mais uma derrota, e a 9ª partida sem vencer.  Sabe de quem é a culpa? Para uns do azar, para outros da falta de sorte. Só digo uma coisa, a sorte não anda ao lado dos INCOMPETENTES. 

Para mim falta mesmo é competência, tanto de quem estar dentro de campo, mas, principalmente, de quem é o responsável por gerir o clube. 

Leandro Carvalho e Lima precisam ser chamado atenção. Não dá pra ter no elenco jogadores sem compromisso e sem vontade em defender a causa. Mas, parece que Enderson tinha razão quando dizia que internamente não existe nenhum tipo de pressão. Parece que o Clube virou mesmo casa de mamãe, onde todo mundo chega, é bem tratado, recebe carinho e quando erra recebe a velha passada de mão na cabeça.

Na 14ª rodada o time vencia sua ultima partida na competição e assumia a 9ª posição na tabela. Na ocasião alertamos para necessidade de qualificar mais o elenco, pois a competição só começava e ainda tinha muita água pra passar por baixo da ponte.

Mas o presidente Robinson de Castro preferiu ir aos microfones para dizer que o elenco era bom, e bater de frente com quem dizia que Felippe Cardoso não seria a solução, e que o ciclo de contratações estava encerrado. Pois bem, mais 9 rodadas se passaram, o que temos visto? E só pra registrar, de lá pra cá o presidente sumiu, não se viu mais dando entrevistas após os jogos.

É nítido que falta qualidade ao time, os resultados mostram isso. Assim como também é nítido que também falta mais VONTADE, RAÇA, DISPOSIÇÃO, COMPROMISSO e, principalmente RESPEITO AO TORCEDOR. Essa é minha opinião.

O que antes era uma briga por permanência, agora virou briga pra escapar do rebaixamento. Agora somos alvo direto de quem ocupa o Z4, ou seja, nada é tão ruim que não possa ser piorado. Até quando continuarão jogando a culpa no azar?

Parece que se aprendeu muito pouco com o 2018.

Confira lances da partida.

Confira a ficha técnica da partida AQUI.