Bola ao Alto

Melhores do NBB 2016/2017

O NBB 2016/2017 está quase acabando e os finalistas de cada posição em quadra foram escolhidos.

Melhor Armador

Fúlvio, do Brasília, e os norte-americanos Kenny Dawkins, do Vitória, e Kendall Anthony, do Macaé Basquete, são os concorrentes a um lugar na posição 1 do Quinteto Ideal da nona edição do maior campeonato de basquete do país.

Maior vencedor deste prêmio, Fúlvio lutará por seu quarto troféu. Premiado nas temporadas 2009/10, 11/12 e 12/13, o jogador, de 35 anos, foi um dos grandes destaques do Brasília e fechou a competição como o líder no ranking de assistências, com média de 7,4 por jogo. Além disso, ainda registrou 11,0 pontos por jogo – sua maior média nas últimas três temporadas.

Fúlvio viveu sua melhor temporada com a camisa do Brasília (Luiz Pires/LNB)

Melhor Ala

Seis atletas disputam Melhar Ala. Alex Garcia (Bauru Basket), Betinho (Campo Mourão), Holloway (EC Pinheiros), Lucas Dias (Paulistano), Marquinhos (Flamengo) e Shamell (Mogi das Cruzes) brigarão pelos dois lugares da posição no Quinteto Ideal da temporada.

Shamell, de 36 anos, luta por seu primeiro troféu de Melhor Ala do NBB CAIXA (Antonio Penedo/Mogi)

Dos seis concorrentes, cinco figuram entre os dez maiores cestinhas da competição. Shamell foi o segundo, com média de 20,4 pontos por jogo, seguido por Holloway e Betinho, que tiveram 19,3 e 19,2 pontos por jogo, respectivamente. Marquinhos aparece na quinta colocação, com 18,7 pontos por jogo, enquanto que Alex é o nono colocado, com média de 17,0 pontos por partida.

Melhor Pivô

Jefferson William (Bauru Basket), JP Batista (Flamengo), Lucas Mariano (Brasília), Olivinha (Flamengo), Renan Lenz (EC Pinheiros) e Tyrone (Mogi das Cruzes) foram os mais votados e são os seis postulantes aos dois lugares no Quinteto Ideal do campeonato.

Dos nomes presentes na lista, somente Jefferson William já faturou o troféu na carreira – foi em 2013/2014, quando defendia o São José. Portanto, pelo menos um atleta garantirá o prêmio pela primeira vez na carreira. Jefferson, por sua vez, foi um dos concorrentes da categoria na temporada passada, assim como o norte-americano Tyrone – os vencedores foram Hettsheimeir (Bauru) e Caio Torres (Paulistano).

Renan Lenz é uma das gratas surpresas entre os concorrentes (João Pires/LNB)

A premiação faz parte do calendário anual da eleição dos Melhores do Ano do NBB  e o vencedor integrará o Quinteto Ideal (Armador, dois alas e dois pivôs). Além disso também serão premiados Melhor Defensor, Sexto Homem, Jogador Que Mais Evoluiu, Melhor Atleta Estrangeiro, Melhor Técnico (Troféu Ary Vidal) e MVP (Jogador Mais Valioso).

Recomendado para você