C4 Notícias

CISTERNAS IRÃO GARANTIR ÁGUA NAS ESCOLAS NO SEMI ÁRIDO DE CANINDÉ.

Canindé no Ceará é a primeira beneficiária do Programa Cisterna nas Escolas, que irá atender 34 centros de ensino da região. ‘’A prioridade da cisterna é para o consumo e a merenda escolar; Armazenamento de água da chuva é fundamental para garantir segurança alimentar e aulas durante período de estiagem

‘’A insegurança alimentar causada pela falta de água para consumo nas escolas é uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos estudantes da região do Semiárido brasileiro, que alterna ciclos de chuva e longos períodos de estiagem. Graças a ações do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em parceria com estados e municípios, essa situação começa a mudar’’, comemora o Prefeito de Canindé Celso Crisóstomo.

“Nossa dificuldade com a falta de água era imensa. A gente tinha que pagar uma merendeira para buscar água fora da escola e mesmo assim nunca era suficiente. Agora, iremos bastante água, não precisaremos mais nos preocupar”, contou a merendeira Margarida Lopes de Souza, da escola Victor Diogo Sampaio, situada na zona rural do município de Canindé ao PORTAL DO C4 NOTÍCIAS O POVO ON LINE. A escola é uma dos primeiros centros de ensino da região do Semiárido a receber uma cisterna de 52 mil litros.

‘’A prioridade da cisterna é para o consumo e a merenda escolar’’, disse Nacélio de Almeida Chaves, técnico de campo do projeto cisternas nas escolas.

Segundo ele, das 34 unidades, 14 buracos se encontram cavados, três cisternas prontas, três em andamento. Encontram-se concluídos os benefícios de Vazante do Curu, Oiticica e Todos os Santos.

Em andamento os reservatórios de Bonito, Bonitinho e Poço. ‘’É um processo de parcerias com o poder público. Nessa primeira etapa 83 cisternas serão distribuídas em oito municípios da região’’, disse Nacélio.

Pela ordem Canindé foi beneficiado com 34, Caucaia 18, Chorozinho 10, Caridade 9, Paramoti 6, Pacajus 4 e Ocara 2.

Portal C4 Notícias
Reportagem e Foto: Antonio Carlos Alves
Curta Nossa Página – facebook.com/c4noticias
Siga-nos – twitter.com/c4noticias