Clube da Luta

Análise: Wanderlei Silva vence luta entre “Cachorros Loucos” e mostra que pode ir longe no UFC

Wanderlei saiu vitorioso de uma grande luta diante do americano Brian Stann

Wanderlei saiu vitorioso de uma grande luta diante do americano Brian Stann

Parecia uma noite de MMA do antigo PRIDE. O brasileiro Wanderlei Silva atuando no Japão, país que o consagrou no esporte, e subindo ao octógono da Saitama Super Arena ao som de “Sandstorm”, música imortalizada pelo lutador na época. O delírio do público, ansioso por mais uma grande atuação e vitória do brasileiro. Tudo estava lá, de volta. O “Cachorro Louco” manteve sua palavra de nocautear o americano Brian Stann e, com uma grande atuação, mostrou que ainda pode ir longe no UFC.

Quando a luta começou, Stann mostrou boa movimentação, tomou o centro do octógono e partiu para cima do brasileiro. Admirador do lutador, o americano não improvisou táticas ou fugiu da trocação com Wanderlei. Preferiu se inspirar no estilo agressivo do “Cachorro Louco”, arriscar e trocar golpes com o adversário. A postura exemplar agradou ao curitibano, que provocou e o chamou para o combate. Como resultado, uma grande luta. Principalmente no primeiro round, onde a trocação ocorreu por diversas vezes, com socos certeiros e boa recuperação de ambos os lutadores. Por um momento, o que se viu foram dois cachorros loucos no octógono. Golpes rápidos, numerosos e alternados, que levantavam gritos do público presente. Mas um deles se feriu gravemente.

Com um corte no nariz aberto por Wanderlei no final do primeiro round, o americano sentiu que estava perdendo. Mais rápido, certeiro e com mãos mais pesadas, Wanderlei levava vantagem no combate. Por isso, o Stann adotou uma postura cautelosa no segundo round, mantendo a distância e investindo em chutes, que pouco adiantaram. O brasileiro acertou mais uma sequência de golpes no adversário e conseguiu derrubá-lo, vencendo por nocaute.

Wanderlei Silva recebeu o prêmio por “Luta da Noite” e “Nocaute da Noite”. E ganhou sobrevida no UFC. Sem empolgar na organização, oscilando vitórias e derrotas, com fracas atuações, muitos acreditavam que Wanderlei estivesse perto de anunciar a aposentadoria. Mas o curitibano provou que ainda pode fazer lutas em alto nível e obter grandes vitórias. Para o alívio dos fãs e amantes do esporte, que presenciaram o retorno do”Cachorro Louco”.