Clube da Luta

Bellator cresce, contrata ex-lutadores do UFC, mas não preocupa Dana White: “Nunca será tão bom quanto nós”

93 1
Foto: Getty Images

Foto: Getty Images

Ano de demissões para o UFC e de contratações para o Bellator. O presidente Dana White vem encurtando o plantel de lutadores e o Bellator é quem mais se aproveita da situação: fechou com Quinton “Rampage” Jackson, Cheick Kongo e agora mira Roy Nelson. A organização vem crescendo, mas não a ponto de incomodar o mandatário do UFC.

O Bellator é hoje a segunda maior organização de MMA do planeta e vem atraindo ainda mais a atenção dos fãs do esporte com a contratação de ex-lutadores do UFC. Acertou com o veterano e ex-campeão Rampage e com o francês Cheick Kongo. O próximo passo deve ser a contratação do peso-pesado Roy Nelson.

O americano vinha de três vitórias consecutivas no UFC, mas foi derrotado na última luta, para Stipe Miocic e, com o contrato expirado e a péssima relação com Dana White, acabou por não renovando o vínculo. Se confirmado, seria mais um reforço de peso para o Bellator.

Mas Dana White está tranquilo e garante que nunca alcançarão UFC. “Eles nunca vão ser tão bons quanto nós”, disse ao site MMA Junkie. “Isso é que fazemos 24 horas por dia, 7 dias na semana. No Natal, na Páscoa. A Viacom (dona do Bellator) fecha de 3 de dezembro até o ano novo. Tem muitos feriados nesse meio tempo. No Natal? Eu estou na droga do telefone. Na Páscoa? Eu estou na droga do telefone. Ação de Graças? Eu estou no telefone”.

A fórmula para o sucesso, segundo o mandatário, é o trabalho: “Coisas ruins acontecem no nosso negócio todo dia. E se algo realmente ruim acontece, eu estou em uma droga de avião, voando para consertar isso. Essa é a nossa diferença para os outros: Ninguém nunca vai trabalhar como nós ou mais que nós. Isso é simplesmente impossível”.

Em tempo

Cresce o Bellator, cresce o MMA. O esporte carece de grandes competições e de concorrência perante o UFC, que lidera com sobras atualmente. O público insatisfeito com a maior organização do mundo, ganha alternativas. Os torcedores que simplesmente adoram acompanhar o MMA, vibram com o aumento de atrações.