Clube da Luta

Em revanche, Ronaldo Jacaré faz estratégia perfeita e finaliza Mousasi com uma guilhotina

640 1
Jacaré vem embalado por uma sequências de vitórias e mira o cinturão. Foto: UFC/Divulgação

Jacaré alcanço o quatro triunfo consecutivo. Foto: UFC/Divulgação

O brasileiro Ronaldo “Jacaré” Souza tirou qualquer desconfiança – que ainda poderia existir sobre sua capacidade de chegar ao cinturão – e mostrou estar pronto para lutar pelo título. O “faixa-preta de Jesus”, como ele se autodenomina, venceu a pedreira Gegard Mousasi e se vingou da derrota sofrida para o armênio em 2008. Com show de estratégia, o capixaba radicado em Manaus finalizou o adversário no terceiro round com uma guilhotina.

Jacaré fez uma luta perfeita. A estratégia traçada pelos corners da X-Gym foi seguida a risca. O brasileiro grudou e derrubou Mousasi em todos rounds e, consequentemente, trabalhou seu jiu-jítsu de alto nível. No pouco de trocação que o combate teve, o brasileiro mostrou a nítida evolução – frutos dos treinos com Josuel Distak – e surpreendeu o armênio.

+ Patrício Pitbull vence revanche contra Pat Curran e conquista o cinturão do peso-pena do Bellator

No primeiro round, Jacaré colocou na raça Mousasi para o chão. Dali para frente foi um show de jiu-jítsu. Apesar do armênio ter se defendido bem e dificultado o trabalho do faixa-preta. O “gringo” até que tentou surpreender e buscou encaixar um triângulo. Mas, Ronaldão, que já conquistou campeonato da arte suave (contra Roger Gracie) até com braço quebrado, não ia cair em qualquer joguinho no solo.

Na segunda etapa, mais um passeio do brasileiro. Jacaré manteve o armênio no solo e atacou, várias vezes, o braço de Mousasi, buscando encaixar uma kimura. Gegard se defendeu bastante e foi salvo pelo gongo. No terceiro assalto não teve jeito! Jaca levou pra baixo e, em um descuido fatal do tranquilão Mousasi, encaixou uma guilhotina justíssima! O armênio deu os três tapinhas para coroar a quarta vitória seguida do capixaba.

Após o duelo, Jacaré disse estar pronto para o cinturão. “Quem duvida disso está totalmente errado. Peguei um dos caras mais duros da divisão. O Lyoto (Machida) lutou cinco rounds contra ele, e eu consegui pegá-lo no terceiro round. Eu tive sorte, claro, mas o campeão precisa de sorte. Eu sou o próximo a disputar o cinturão, sem dúvidas”, falou Jaca ainda no octógono.

[youtube]http://youtu.be/vLvqduvXRqA?list=UUvgfXK4nTYKudb0rFR6noLA[/youtube]

Recomendado para você