Clube da Luta

Lutando em casa, Durinho defende invencibilidade no UFC Rio: “Quero ser campeão”

ufox12_03_burns_vs_stahl_005.jpgDe volta ao Rio de Janeiro após aproximadamente um ano e quatro meses, o UFC promete esquentar ainda mais os dias na Cidade Maravilhosa neste sábado (25). Marcada para o tradicional Ginásio do Maracanãzinho, na Zona Norte do Rio, a edição 179 do evento contará com um total de 11 brasileiros em seu card. Entre os nomes mais conhecidos e falados pelo público carioca, Gilbert Durinho chega ao duelo contra o norte-americano Christos Giagos credenciado pela ótima vitória sobre Andreas Stahl no UFC on Fox 12, disputado em julho. O combate, que marca a segunda aparição do niteroiense na maior organização de MMA do mundo, será a estreia do lutador da Blackzilians entre os pesos leves (70 kg) do torneio.

Com um cartel invicto com oito vitórias, Durinho acredita que sua preparação foi realizada da melhor maneira e busca ajustar os últimos detalhes para entrar 100% no combate. Empolgado com a chance de lutar no seu estado de origem, ele também comemorou a oportunidade de participar do treino aberto do UFC 179, que será realizado nesta quinta-feira (23).

+ Palpite do MMA – UFC Rio 5: Gilbert Durinho x Christos Giagos

“O trabalho foi feito. Agora é só reciclar, não perder nada do que ganhei no camp e afiar a parte técnica. Vou ajustar os últimos detalhes e perder o restante do peso. O Tyrone Spong  e o Vitor (Belfort) estão me ajudando muito e me deixando blindado para a luta. Eu fiquei muito feliz de ver meu nome no treino aberto, sempre acompanhei e acho bem legal tudo que acontece. Só vejo os pontos positivos e vai ser bem legal. Estar lá com o José Aldo, Glover Teixeira, dentre outros, vai ser demais. Vou pegar a energia positiva dos fãs e fazer o que eu faço todos os dias, treinar”, disse.

Durinho estreou no UFC com vitória sobre sueco  | Foto: UFC/Divulgação

Durinho estreou no UFC com vitória sobre sueco | Foto: UFC/Divulgação

Pela primeira vez entre os leves do UFC, o campeão mundial de jiu-jitsu com quimono e bicampeão mundial sem quimono, tem ciência das dificuldades que encontrará em sua nova divisão, mas garante ter seguido à risca todo o planejamento de perda de peso, conseguindo uma melhora em sua performance: “Foquei muito nessa parte também, todos sabem que sofro bastante pra bater o peso, então foquei muito na minha dieta, na minha reeducação alimentar, com isso estou me sentindo muito forte fisicamente. Eu tenho a tolerância ate 70,7 kg, ontem acordei com 76 kg. Vou tirar pouco peso. Foi uma mudança que aumentou muito o meu desempenho nos treinos”.

+ UFC Rio promete: José Aldo e Chad Mendes fazem duelo cercado por rivalidade

Aos 28 anos, Gilbert Durinho tem a pretensão de consolidar-se entre os maiores lutadores no UFC. Para isso, planeja pressionar o seu oponente desde o começo, usar suas armas nas lutas de solo e em pé, para dar mais um passo em direção ao seu objetivo maior.

“Pode esperar ação. Um lutador faminto que vai buscar a vitória e está confiante em seu plano. Tenho um oponente duro e aguardo que ele venha bem treinado, pois eu dei o meu máximo na preparação, em todos os quesitos. Vou colocar muita pressão nele, em pé, no wrestling e se chegar no chão, vou deixá-lo desesperado com meu jiu-jitsu, Essa é a estratégia. Vou procurar bombardear ele, em todas as áreas, não estou aqui para impressionar o Dana White ou aparecer na TV. Quero ser campeão. A cada luta é como um território conquistado, é uma espada fincada e mais um passo adiante, na direção do cinturão”, concluiu o atleta patrocinado pela Koral Fight Co.

*Via assessoria de imprensa

Recomendado para você