Clube da Luta

Família Gracie promoveu torneio no Maracanã para ajudar município do Ceará

Família Gracie foi homenageada antes de treinos abertos no Maracanã. Da esquerda para direita: Kyra Gracie, apresentadora Paula Sack e Robson Gracie | Foto: reprodução/Twitter

Família Gracie foi homenageada antes de treinos abertos no Maracanã. Da esquerda para direita: Kyra Gracie, apresentadora Paula Sack e Robson Gracie | Foto: reprodução/Twitter

Com intensa atividade no jiu-jítsu, a família Gracie ajudou a arrecadar fundos para as vítimas da enchente registrada em Orós, no ano de 1960, ao realizar um ano depois, o primeiro evento de vale-tudo no Maracanã. Quem lembra da história é João Alberto Barreto – primeiro árbitro da história do UFC. Na quinta-feira, 23, ele recebeu uma luva assinada por José Aldo, ao lado de Robson e Kyra Gracie, durante a homenagem aos 63 anos do combate de jiu-jítsu, também no Maracanã, entre Hélio Gracie, responsável por difundir a arte suave no Brasil, e Masahiko Kimura, promovida pelo UFC antes dos treinos abertos.

“Carlos e Hélio Gracie sempre tiveram vínculo com Fortaleza. Sempre estavam por lá passando férias e, geralmente, ficavam no bairro Aldeota. Lembro muito disso. Eles adoravam Fortaleza. Quando houve esse problema no Ceará, eles arranjaram uma forma de arrecadar fundos. O primeiro evento de vale-tudo no Maracanã ocorreu atrás do gol. Eles fizeram esse torneio para arrecadar dinheiro para Orós”, contou João Alberto Barreto ao Blog Clube da Luta/O POVO.

Homanagem ao duelo Hélio Gracie e Masahiko Kimura

O telão do Maracanã exibiu um vídeo sobre o épico duelo, realizado em 1961. Na ocasião, Hélio Gracie foi finalizado pelo japonês, com um golpe que, posteriormente, foi batizado com seu nome: Kimura.

Robson e Kyra Gracie, e João Alberto Barreto, subiram ao palco montado no gramado do Maracanã para falar sobre o combate e o legado de Hélio Gracie.

“Eu fico muito orgulhosa de fazer parte dessa família. Realmente foi um marco na história. Não foi uma luta de MMA, mas foi muito importante, pois eles já promoviam desafios entre as artes marciais”, comentou Kyra ao Blog Clube da Luta/O POVO.

Recomendado para você