Clube da Luta

Derrota para Cigano foi fundamental para retomada de Fabrício Werdum

516 1
Fabrício Werdum | Foto: UFC/Divulgação

Fabrício Werdum | Foto: UFC/Divulgação

Fabrício Werdum está próximo de coroar o ótimo trabalho realizado nos últimos sete anos, quando começou a treinar com Rafael Cordeiro, líder da Kings MMA. O gaúcho, que encara Mark Hunt pelo cinturão interino do UFC neste sábado, 15, revelou um fato fundamental para sua trajetória até o título: a derrota para Júnior “Cigano” Dos Santos.

O brasileiro de Porto Alegre enfrentou Cigano em 2008 e saiu derrotado. O revés custou o contrato com o Ultimate e Werdum foi mandado embora da organização para voltar apenas quatro anos depois.

+ Hora da reação: Fabrício Werdum pode começar retomada brasileira no UFC

“Teve uma época na minha carreira, em 2008, quando lutei contra o Cigano, que eu estava ganhando muito dinheiro, mas não estava valorizando tanto. Eu não treinava o suficiente para estar naquela posição. Fui nocauteado. Foi o primeiro nocaute que sofri na minha vida. A cupla foi minha, não estava sendo profissional”, contou Werdum ao UFC.

+ Entrevista exclusiva: Júnior Cigano fala sobre retorno ao UFC e nova chance pelo cinturão

O treinador de Werdum reforça o coro para o pupilo. Rafael Cordeiro acredita que o momento de gloria do brasileiro chegou. “Vejo a luta com o Werdum soltando o jogo em pé e, caso seja colocado para baixo, buscando a finalização o tempo todo. Gaúcho”.

Veja as declarações de Fabrício Werdum durante entrevista para o UFC:

[youtube]http://youtu.be/NIJmymTjM3w?list=UUk8XGxi7fsTqQQRVq9LSraw[/youtube]

Recomendado para você