Clube da Luta

Cormier é o novo campeão dos meio-pesados e Weidman mantém o cinturão; Confira os resultados do UFC 187

784 1
Weidman e Belfort se estranharam na pesagem oficial do evento | Foto: reprodução

Weidman e Belfort se estranharam na pesagem oficial do evento | Foto: reprodução

O UFC 187 traz duas disputas de cinturão e mais dez combates neste sábado, 23, na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas (EUA). Com o duelo principal entre Anthony Johnson e Daniel Cormier, que vai definir o novo campeão dos meio-pesados, e a penúltima batalha da noite entre o campeão dos médios Chris Weidman e o desafiante Vitor Belfort, esta edição do Ultimate promete ser eletrizante do começo ao fim. O Blog Clube da Luta/O POVO vai acompanhar e publicar os resultados de todas lutas do card em tempo real! O evento começa às 20h.

Card Principal

Daniel Cormier  x Anthony Johnson
Johnson deu o cartão de visita logo no início do primeiro assalto com um cruzado que derrubou Cormier. Depois de se recuperar do golpe, Daniel pressionou o ‘Rumble’ nas grades. Anthony conseguiu se livrar com um chute violento na cabeça, mas Cormier resistiu e se manteve o ritmo.

Cormier dominou Johnson | Foto: reprodução

Cormier dominou Johnson | Foto: reprodução

No segundo round, o duelo continuou eletrizante. Cormier arriscou chute na linha de cintura e recebeu a resposta do Rumble, que também insistiu nos chutes. Em seguida, Cormier agarrou Johnson com um ‘double leg’ e jogou o adversário para o meio octógono, ficando na meia guarda. O atleta da AKA buscou a finalização com uma kimura, mas Johnson escapou do golpe. Por cima, Cormier castigou o oponente no ‘ground and pound’.

Na terceira etapa, Johnson voltou mais cansado. Cormier levou para o chão com facilidade e manteve Rumble por baixo. DC foi para as costas e finalizou com um mata-leão. Daniel é o novo campeão dos meio-pesados!

Chris Weidman x Vitor Belfort
Weidman tomou a iniciativa do combate e tentou os primeiros golpes na trocação. No infight, Vitor viveu ótimo momento na luta e aplicou uma sequencia de socos, mas o americano resistiu ao ataque. Em seguida, Chris jogou o brasileiro ao solo, montou e desferiu diversos socos. Diante da situação, com Belfort sem reação, o juiz interrompeu o combate e deu a vitória por nocaute técnico para Weidman!

Após o duelo, Belfort deixou o seu recado. “Ele é um grande atleta. Foi uma noite melhor para ele. Eu deveria ter mantido a luta em pé, chutando e socando. Ele é o campeão, sem desculpas”, disse Vitor.

Donald Cerrone x John Makdessi
Cerrone venceu mais uma! O americano soltou todo o seu jogo contra o canadense e surrou o adversário na trocação. O ‘Cowboy’ manteve o duelo no seu ritmo e acertou várias caneladas na cabeça do oponente, além de joelhadas e cotoveladas. No segundo round, Donald aplicou um chutaço na parte lateral do rosto de Makdessi, que sentiu o golpe e pediu para parar por suspeita de fratura no maxilar. Triunfo por nocaute técnico para Cerrone!

Travis Browne x Andrei Arlovski
Luta de peso pesado é sempre eletrizante, ainda mais quando entram em colisão dois atletas do top 10. Somente no primeiro round, Arlovski acertou duas ‘três’ que balançaram o ‘Hapa’. O havaiano mostrou queixo duríssimo e quase nocauteou o bielorusso na trocação franca, que também resistiu. Mais inteiro no combate, Andrei acertou socos certeiros em Travis que fizeram o juiz interromper o duelo. Vitória por nocaute técnico para o ‘Pitbull’. Luta histórica! Curiosidade: Browne e Arlovski são da mesma equipe e mostraram profissionalismo dentro do cage.

Joseph Benavidez x John Moraga
Se Dodson e Makovsky fizeram um duelo morno, os moscas Benavidez e Moraga protagonizaram uma batalha movimentada. O material da Alpha Male compensava a menor envergadura com rapidez e agilidade para encurtar a distância. Joseph combinava socos e chutes baixos para castigar o oponente. No final, vitória por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27).

Card Preliminar

John Dodson x Zach Makovsky
Favorito para o duelo, Dodson subiu ao cage sobre expectativas de show diante do adversário para carimbar o passaporte para uma disputa pelo cinturão dos moscas. Mas, dentro do cage, Makovsky conseguiu segurar o ímpeto nocauteador de John. Mesmo sem tanto domínio, o baixinho da Jackson MMA faturou a vitória por pontos na decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28) dos juízes.

Josh Burkman x Dong Hyun Kim
Burkman e Kim fizeram um duelo equilibrado na MGM Grand Garden Arena. A luta se manteve travada nas grades e no chão durante o primeiro e o segundo round, com vantagem para o sul-coreano. No terceiro, o duelo ganhou um pouco de emoção com a iniciativa de Josh na trocação. O americano acertou duas joelhadas voadoras que balançaram o oponente. O asiático resistiu a pressão, levou o duelo novamente para o solo e encaixou um katagatame.

Uriah Hall x Rafael Sapo
Antes da luta começar, o clima já esquentava na entrada do jamaicano, que ao entrar no cage parou diante de Rafael para encarar o brasileiro. Com o toque do gongo, os dois atletas deixaram as provocações de lado e buscaram a trocação. Faixa-preta de jiu-jitsu, Sapo tentou surpreender Hall na luta em pé. Especialista no infight, Uriah respondia as investidas do mineiro com chutes altos e rodados. Num primeiro round equilibrado, Rafael ainda conseguiu colocar o adversário para baixo no fim do assalto.

No segundo round, Rafael seguiu as ordens do corner e quedou o jamaicano para trabalhar o jiu-jitsu. O mineiro manteve a pressão contra o oponente em mais da metade do round. De volta a luta em pé, Hall derrubou Sapo duas vezes faltando 20 segundos para o fim da etapa.

No terceiro assalto, Hall voltou mais inteiro para luta. O jamaicano defendeu as quedas do brasileiro, manteve a luta em pé e desferiu mais golpes. No final, os juízes deram a vitória por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28) para Rafael Sapo.

Mike Pyle x Colby Covington
O atleta da American Top Team fez o que sabe de melhor: travar o adversário nas grades e levá-lo ao solo. Com essa estratégia, Covington dominou Pyle e venceu por decisão unânime (30-27,29-28,30-27). No fim do combate, Mike colocou um pouco de emoção na luta e quase finalizou o oponente, que resistiu ao mata-leão.

Leo Kuntz x Islam Makhachev
No duelo de estreantes, melhor para o russo de 23 anos. Com direito a queda plástica e show de sambo, Islam Makhachev castigou Leo Kuntz e finalizou o adversário no segundo round com um mata-leão. O atleta de Daguestão é mais uma fera do país a brilhar no UFC, assim como o seu compatriota Khabib Nurmagomedov. Com o triunfo, Islam manteve o cartel invicto de 11 lutas no MMA.

Josh Sampo x Justin Scoggins
Justin Scoggins mostrou toda sua técnica na luta em pé e controlou o duelo com chutes nas pernas, na linha de cintura e altos. A estratégia foi bem executada e manteve a distância de Sampo durante os três rounds. Josh tentava parar os ataques do oponente com investidas no wrestling, mas não conseguia executar com sucesso. Apesar de ter perdido todos os rounds na pontuação, Sampo demonstrou ter queixo duro, depois de levar chutes na cabeça e uma joelhada de encontro no rosto e ficar de pé. Com a vitória por decisão unânime (30-27,30-27,30-27), o ‘Tank’ se recuperou de duas derrotas seguidas no Ultimate.

UFC 187
CARD PRINCIPAL
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier  x Anthony Johnson
Peso-médio: Chris Weidman x Vitor Belfort
Peso-leve: Donald Cerrone x John Makdessi
Peso-pesado: Travis Browne x Andrei Arlovski
Peso-mosca: Joseph Benavidez x John Moraga
CARD PRELIMINAR
Peso-mosca: John Dodson x Zach Makovsky
Peso-meio-médio: Josh Burkman x Dong Hyun Kim
Peso-médio: Uriah Hall x Rafael Sapo
Peso-palha: Rose Namajunas x Nina Ansaroff
Peso-meio-médio: Mike Pyle x Colby Covington
Peso-leve: Leo Kuntz x Islam Makhachev
Peso-mosca: Josh Sampo x Justin Scoggins

Recomendado para você