Clube da Luta

No duelo de faixas-pretas, Jussier Formiga foca na trocação para surpreender: ‘vou sair na porrada’

Jussier Formiga busca primeiro nocaute no UFC em Goiânia | Foto: UFC/Divulgação

Jussier Formiga busca primeiro nocaute no UFC em Goiânia | Foto: UFC/Divulgação

O potiguar Jussier Formiga é o brasileiro melhor ranqueado nos pesos moscas, do campeão Demetrious Johnson, na quarta colocação. Neste sábado, 30, o atleta da Nova União enfrenta o compatriota Wilson Reis, no UFC em Goiânia, para dar mais um passo importante rumo ao título da divisão. No duelo entre faixas-pretas que nunca nocautearam, o lutador de Natal focou os treinamentos na luta em pé e afiou a trocação.
+ Ex-dançarino, Thiago Pitbull quer testar resistência de Condit: ‘quero ver se ele aguenta porrada’

“Foi o casamento perfeito. O UFC quer isso, vou sair na porrada, pronto para o show. Meu treinamento foi muito baseado na trocação, boxe e muay thai. Quem tiver mais armas para brigar em pé, vai vencer”, disse Formiga em entrevista exclusiva ao Blog Clube da Luta, do O POVO.

Formiga vem de duas vitórias seguidas e sabe da importância do combate. Uma vitória pode colocá-lo como novo desafiante ao título de Demetrious Johnson. Embora tenha três atletas na frente do brasileiro, todos eles já enfrentaram o campeão e perderam. Apesar das possibilidades, o ex-motoboy prefere deixar para pensar numa eventual disputa de cinturão apenas quando estiver tudo fechado. Agora, o foco é no Wilson Reis.

“A terceira vitória seguida pode me deixar bem perto do cinturão, mas mentalizo apenas a luta de sábado. Atrapalha pensar muito no título, meu foco é a luta contra o Wilson e deixo nas mãos do UFC. Wilson é um atleta muito bom, com bagagem. Tem tudo para ser uma luta emocionante. Vou sair com o resultado positivo, fiz um camp perfeito”, afirmou.

Especialistas em canhotos
Wilson Reis será o quarto atleta canhoto a enfrentar Formiga no UFC. Acostumado com atletas com essa característica, Jussier ficou numa posição confortável para desenhar o camp e a estratégia. Encarar um adversário esquerdo requer um pouco mais de atenção no momento da luta. Mas para o Potiguar isso não é problema.

O retrospecto de Formiga contra canhotos no UFC é positivo. Foram duas vitórias diante de Chris Cariaso e Zach Makovsky e uma derrota para John Dodson, na estreia no Ultimate. “É diferente lutar contra um canhoto, é outro estilo. Tem que aprender a se movimentar, a sair para o lado certo, você não pode errar. Isso, não tem sido tão difícil para mim. É o quarto canhoto que pego no UFC. Já tive três camps para canhoto, então não vai me atrapalhar tanto na luta. Já acho até bom lutar contra canhoto, me dou bem peguei contra eles”, finalizou Formiga.

Números
Formiga e Wilson Reis possuem juntos 17 finalizações no MMA. Enquanto o potiguar venceu 17 adversários, o mineiro triunfou 19 vezes. Jussier sofreu três derrotas e o seu adversário perdeu em cinco oportunidades.

 

Recomendado para você