Clube da Luta

Em luta equilibrada, Cormier supera ‘knockdown’ e vence Gustafsson por decisão dividida

Cormier é o novo campeão dos meio-pesados | Foto: UFC/Divulgação

Cormier é defendeu o título pela primeira vez | Foto: UFC/Divulgação

Para quem esperava passeio de Daniel Cormier, se enganou. DC precisou ser guerreiro para superar um knockdown que, por pouco, não lhe tirou o cinturão dos meio-pesados do UFC. O americano travou um combate equilibrado na trocação contra Alexander Gustafsson no Ultimate 192, na madrugada deste domingo, 4, e conseguiu a vitória por decisão dividida.

+ Card preliminar do UFC 192: estreia de jovem promessa e nocautes avassaladores

Apesar de uma luta parelha, DC conectou os melhores golpes e foi superior a Gustafsson na trocação na curta distância. O americano levou vantagem no clinch e abusou de uppercuts. O sueco vendeu caro a derrota e trocou socos e chutes com o campeão durante cinco rounds. No final, o próprio Cormier reconheceu a bravura do adversário.

“Eu nem vou promover nada, vou ser eu mesmo. Obrigado Gustafsson, você me tornou melhor. Estarei em débito contigo para sempre. Obrigado”, disse Daniel Cormier. Depois finalizou: “Eu queria provar que não sou unidimensional, consigo trocar golpes com qualquer um. (Os uppers) Foram muito efetivos. Sempre que acertava isso, ele parava de atacar. Quando um striker tenta te derrubar, e você que é o wrestler, você está fazendo um bom trabalho”.

Cormier chegou a 17ª vitória da carreira, em 18 lutas como profissional de MMA. A única derrota de DC ocorreu contra Jon Jones.

A luta
Cormier começou agressivo no primeiro round. O americano simulou a trocação e partiu para derrubar o sueco, encurralando o oponente nas grades. Nesta situação, DC catou as pernas de Gustafsson e o arremessou por cima dos ombros, conquistando uma queda plástica. Cormier aproveitou e ficou por cima do sueco no chão. Daniel trabalhou o ground and pound durante quase todo o round. Faltando um minuto, Gustafsson se livrou da posição e o duelo voltou para a origem em pé até o fim do round.

Na segunda etapa, a luta se desenvolveu mais na trocação. Cormier foi melhor e acertou mais combinações de golpes no adversário, destaque para os uppercuts que entraram em cheio no rosto do sueco. Apesar disso, Gustafsson devolveu as quedas e derrubou duas vezes o americano. O round terminou com Alexandar atacando DC no clinch.

No terceiro round, nenhum dos dois atletas buscou a queda. Em duelo de trocação, DC levava a melhor e abusava dos uppercuts. Porém, faltando menos de um minuto para o fim do assalto, Gustafsson acertou uma joelhada e levou DC a knockdown. Faltou pouco para o nocaute. Grogue, Cormier travou a perna do sueco, impedindo a sequência de golpes do sueco, e aguentou o momento de sufoco.

Os dois voltaram mais cansados para o quarto round e diminuíram o ritmo. O duelo se desenrolou em uma trocação muito parelha até o fim do assalto.

Já o quinto round foi semelhante ao quarto. Os atletas voltaram ainda mais cansados e trocaram na curta distância e, por vezes, travaram a luta no clinch. Faltando dez segundos, Gustafsson conseguiu acertar uma joelhada no rosto do americano, mas DC continuou em pé.

Resultados do UFC 192

CARD PRINCIPAL
Cormier venceu Gustafsson por decisão dividida
Ryan Bader venceu Rashad Evans por decisão unânime
Ruslan Magomedov venceu Shawn Jordan por decisão unânime
Joseph Benavidez venceu Ali Bagautinov por decisão unânime
Julianna Peña venceu Jessica Eye por decisão unânime

CARD PRELIMINAR
Yaír Rodríguez derrotou Dan Hooker por decisão unânime dos jurados
Albert Tumenov derrotou Alan Jouban  por nocaute técnico aos 2m55s do R1
Adriano Martins nocauteou Islam Makhachev a 1m46s do R1
Rose Namajunas finalizou Angela Hill no mata-leão aos 2m47s do R1
Sage Northcutt derrotou Francisco Treviño por nocaute técnico aos 57s do R1
Sergio Pettis derrotou Chris Cariaso por decisão unânime dos jurados

Derrick Lewis derrotou Viktor Pesta por nocaute técnico a 1m15s do R3

Recomendado para você