Clube da Luta

Após superar morte do pai, Guybson Sá se consagra como líder da categoria super-pesado da IBJJF

Guybson Sá em sua academia nos Estados Unidos. Foto: Arquivo Pessoal

Guybson Sá em sua academia nos Estados Unidos. Foto: Arquivo Pessoal

Carregando sempre consigo títulos importantes no jiujitsu com e sem kimono, o atleta Guybson Sá é mais um cearense que vem se destacando no cenário esportivo mundial. Aos 27 anos de idade, o atleta da Sas team vem representando o estado de forma brilhante na Carolina do Sul (EUA) e foi coroado como número 1 da categoria super-pesado sem kimono pela federação internacional IBJJF.

Superando vários obstáculos, atualmente o atleta cearense é o número 1 em sua categoria na federação IBJJF. Foto: Divulgação

Superando vários obstáculos, atualmente o atleta cearense é o número 1 em sua categoria na federação IBJJF.  Foto: Divulgação

Em entrevista exclusiva, o filho do mestre Sá conversou com o Blog Clube da luta, do O POVO Online, e contou um pouco de sua trajetória e conquistas. Apesar de surpreso com o destaque na categoria internacional, Guybson ressalta algumas conquistas que o levaram ao topo da categoria No gi. “Foi muito inesperado para mim, pois não lutei muito pela IBJJF este ano. Mas os títulos de campeão peso e absoluto do Atlanta Open, American National e Pan Americano sem kimono me credenciaram a esse resultado”, contou ao blog.

Além desses títulos recentes, Guybson conta em seu currículo o lugar mais alto do pódio em competições regionais, nacionais e internacionais, como o campeonato mundial.

Dificuldades

Sair do seu país e enfrentar um mundo totalmente desconhecido é um enorme desafio para qualquer pessoa. E isso não foi diferente com o cearense. Há alguns anos, Guybson decidiu mudar e encarar a vida fora do Brasil. Para ele, a oportunidade de possuir uma vida melhor foi apenas um dos motivos que o incentivou. “Eu sempre fui fã dos EUA por sempre ter ouvido meu Pai falar desse País e por ter visto muita gente ter alcançado suas metas vindo para cá”, afirmou.

Apesar das oportunidades, o atleta não esconde os desafios que teve que superar para ter a notoriedade atual. “A maior dificuldade no começo foi a ausência da Família e dos treinos sob a direção do meu irmão Sazinho. Eu tinha acabado de casar e minha esposa ficou no Brasil enquanto eu ajeitava as coisas aqui para gente poder viver tranquilos. Sempre fui muito ligado ao meu Pai que também foi a pessoa que mais senti falta”, ressaltou.

Robson Sá, Guybson Sá Sazinho Sá e mestre Sá. Foto: Arquivo Pessoal

Robson Sá, Guybson Sá Sazinho Sá e mestre Sá. Foto: Arquivo Pessoal

Entretanto, um dos maiores desafios do atleta foi encarar o falecimento da pessoa que mais gostava, à distância. “Muita gente não sabe o que passei aqui quando meu pai morreu. Estava sem dinheiro nem para pagar o aluguel, e estava sem treinar direito. Após pedir demissão de um trabalho, porque não estava recebendo meu salário, eu recebi a noticia que meu Pai havia falecido. Foi a pior notícia e dia que já tive na minha vida com toda a certeza”, relatou Guybson.

Ainda segundo ele, a superação para a situação veio do próprio pai. “Estava sendo muito criticado pelo meu rendimento e ainda lidando com a distancia e o falecimento do meu pai. Lembro que eu chorava e perguntava a Deus o por que disso tudo. Mas, sempre lembrei que meu Pai era um cara que encarava a realidade na cara dura e não queria que a gente ficasse mal por nada que acontecesse. Tomei tudo isso como lição de vida e ralei muito pra chegar onde estou hoje”.

Ainda na faixa marrom, o atleta desbancou atletas consagrados no cenário mundial. Veja a vitória do cearense sobre um dos melhores lutadores da atualidade, Marcus Almeida Buchecha:

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=XGbgmhWtdHM[/youtube]

Futuro

Sem descansar, Guybson faz um alerta sobre seus próximos desafios. “Estou planejando ir para o Mundial Sem Quimono na Califórnia no começo de novembro e dia 5 de dezembro estarei de volta ao MMA aqui na minha Cidade, Columbia – Carolina Do Sul, lutando pelo cinturão até 93kgs do evento Conflict MMA”.

 

Recomendado para você