Clube da Luta

VÍDEO: Bisping vence revanche e mantém cinturão dos médios do UFC; aos 46 anos, Dan Henderson anuncia aposentadoria

Bisping terminou a luta be castigado no rosto. Foto: UFC\Divulgação

Bisping terminou a luta be castigado no rosto. Foto: UFC\Divulgação

Superando todas as expectativas, Michael Bisping e Dan Henderson fizeram uma batalha emocionante, de intensa trocação, na luta principal do UFC 204, realizado na noite deste sábado, em Manchester, na Inglaterra. O inglês passou apuros nos primeiros minutos do duelo, sofrendo dois duros knock downs, após ser golpeado com “duas bombas” do norte-americano. Mas o Conde logo retomou o controle do combate, dominou por mais tempo o centro do cage e, após cinco rounds eletrizantes, levou a melhor e foi declarado vencedor do combate por decisão unânime dos juízes, mantendo o cinturão dos pesos-médios do Ultimate.

Com o triunfo na revanche, Bisping – que terminou a luta com o rosto bem castigado, sobretudo pelo corte que sofreu, em virtude de um golpe – se vinga da derrota sofrida para Dan Henderson em 2008, quando sofreu um nocaute brutal na ocasião. A festa de Bisping, após ser novamente coroado por Dana White com o cinturão do UFC, logo foi ofuscado com o anúncio feito por Dan Henderson, que aos 46 anos confirmou sua aposentadoria do mundo das lutas.

“Esta foi a última vez que vocês me viram lutando. Agradeço o apoio de todos, mesmo de vocês, que me vaiaram antes da luta. Eu amo esse esporte. Obrigado aos fãs por fazerem esta luta acontecer e obrigado ao Michael Bisping pela oportunidade de lutar pelo cinturão em minha última luta”, declarou Hendo, ainda no octógono.

No co-evento principal da noite, o brasileiro Vitor Belfort não lutou bem e acabou derrotado pelo iraniano Gegard Mousasi com um nocaute técnico no 2º round. Esse foi o segundo revés seguido de Belfort, que vinha de uma derrota, também por nocaute, para Ronaldo Jacaré.

Veja como foi:

Confira todos os resultados do UFC 204:

Michael Bisping venceu Dan Henderson por decisão unânime (48-47, 48-47, 49-46);

Gegard Mousasi venceu Vitor Belfort por nocaute técnico no 2º round;

Jimi Manuwa venceu Ovince Saint Preux por nocaute no 2º round;

Stefan Struve venceu Daniel Omielanczuk por finalização (triângulo de mão) no 2º round;

Mirsad Bektic venceu Russell Doane por finalização (mata-leão) no 1º round;

Iuri Marajó venceu Brad Pickett por finalização (triângulo) no 1º round;

Damian Stasiak venceu Davey Grant por finalização (chave-de-braço) no 2º round;

Leon Edwards venceu Albert Tumenov por finalização (mata-leão) no 3º round;

Marc Diakiese venceu Lukasz Sajewski por nocaute técnico no 2º round;

Mike Perry venceu Danny Roberts por nocaute no 3º round;

Léo Santos venceu Adriano Martins por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28).

 

Recomendado para você