Clube da Luta

Coluna Clube da Luta: Conexão Rússia em alta para o MMA cearense

Caio (esquerda) e Cachorrão tem contratos com organizações russas. Fotos: Arquivo Pessoal

Um ponto em comum une os três principais atletas do MMA cearense que hoje não integram o elenco do UFC: eles lutam em organizações da Rússia. É assim com Caio ‘Monstro’ Magalhães, Carlos Eduardo ‘Cachorrão’ e Andrezinho Nogueira, que hoje estão empregados em eventos onde o mercado de artes marciais mistas mais desponta na Europa.

Caio, que já foi atleta do UFC de 2012 a 2016, hoje atua no M-1 Global. Estreou pela franquia russa em maio deste ano, finalizando Dmitry Voitov em apenas 1min16seg de luta. Por ter deixado ótimo cartão de visitas, o peso-médio renovou contrato por mais três lutas.

Cachorrão foi outro que lutou este ano no M-1 Global. E também fez bonito, ao nocautear Rene Hoppe no 1° round em junho. Ontem, ele anunciou o fechamento de contrato com outra organização russa, o ACB (Absolute Championship Berkut). A estreia na “casa nova” vai ocorrer em outubro, ainda sem adversário definido.

Andrezinho é outro que atua pelo ACB. No último sábado, em sua terceira luta pela organização, venceu por pontos o russo Abdul-Rakhman Temirov. Além do trio, outros cearenses lutaram recentemente na Rússia, com Sandro Apaga Luz, Carlos Índio, Hermes França e Rosy Duarte.

LEIA TAMBÉM: Dupla cearense embarca para a disputa do Campeonato Pan-Americano cadete de taekwondo, na Costa Rica

BOXE

Acompanhe a cobertura especial (com reportagens, fotos e vídeos) da luta entre Floyd Mayweather e Conor McGregor no Blog Clube da Luta.

*Reprodução da coluna publicada no jornal O POVO nesta sexta-feira, dia 25 de agosto de 2017. 

Recomendado para você