Clube da Luta

Cyborg rechaça luta com Ronda Rousey no UFC, mas abre possibilidade no WWE

/clubedaluta/2017/09/20/cyborg-rechaca-luta-com-ronda-rousey-no-ufc-mas-abre-possibilidade-no-wwe/
504 Seja o primeiro a comentar

(Foto: AFP)

A declaração do treinador de Ronda Rousey, Edmond Tarverdyan, na segunda-feira, 18, para o MMA Fighting” foi pauta para muitas manchetes no mundo do MMA, especialmente pelo fato dele ter revelado o desejo de ver a ex-campeão do UFC em ação contra Cris Cyborg. Ele ainda disse que a brasileira perderia o combate e a chamou de “lenta”.

A atual campeã do peso-pena da organização rechaçou a possibilidade de enfrentar Ronda neste momento. Segundo ela, o seu desejo de dividir o mesmo octógono com Rousey se dava pelo fato da lutadora está no auge de sua carreira – naquela época campeã e dona de um cartel invicto – mas agora, se a americana quisesse voltar a lutar, a adversária deveria ser Miesha Tate.

“Se Ronda quiser voltar para uma luta, acredito que é melhor para ela lutar contra Miesha Tate. Estou em outro estágio da minha carreira. Queria lutar contra Ronda quando ela estava psicologicamente bem e confiante”, declarou, Cyborg através de seu Instagram.

Porém, a brasileira – invicta desde 2005 – não descartou a possibilidade de encarar Ronda, contudo, a luta seria na WWE, organização de lutas livres. “Se ela quer fazer uma boa luta pelos fãs, podemos fazer isso no WWE. Caberia perfeitamente ir a Hollywood, e para mim seria outro desafio na minha carreira. E seu treinador se encaixaria perfeitamente em seu córner no WWE, ele não é mais do que uma piada”, provocou.

A próxima luta de Cris Cyborg está marcada para o dia 30 de dezembro, em Las Vegas, no UFC 219, quando enfrentará Holly Holm. Ela faz camping na Tailândia para aprimorar suas técnicas de Muay Thai.