Clube da Luta

Cearense Thiago Pitbull defende vitória contestada e ressalta retorno a Fortaleza: “muito orgulho de ter nascido aqui”

Thiago voltou a lutar em Fortaleza após 18 anos. Foto: Aurélio Alves/O POVO

Único cearense no card do UFC Fortaleza, Thiago “Pitbull” Alves sofreu diante do americano Max Griffin, mas ficou com a vitória por decisão dividida dos jurados. O triunfo freou uma sequência de duas derrotas seguidas do brasileiro, assim como marcou o retorno dele à terra natal depois de 18 anos.

“Sai daqui tinha 19 anos. Tenho 35 anos agora. MMA não era tão grande como é hoje em dia. Então é muito especial conseguir uma vitória aqui”, disse Thiago após o duelo. Na sequência, em suas redes sociais, Thiago voltou a exaltar suas origens. “Fortaleza vcs são demais! Muito orgulho de ter nascido aqui!”, destacou na postagem.

O resultado da luta foi bastante contestado nas redes sociais. Para o cearense, ele foi mais agressivo do que o rival e mereceu a vitória. “O primeiro round, com certeza, foi dele. No terceiro, ele conseguiu o takedown (queda), mas não foi efetivo, não fez nada. E eu sempre tentei terminar a luta. Machuquei ele no segundo e no terceiro também e estava tentando finalizar a luta. Ele ficou cozinhando, não teve efetividade”, comentou o brasileiro.

Durante os três rounds de luta, Thiago recebeu o apoio massivo da torcida no CFO. Em momentos complicados, o torcedor incentivou o cearense para que ele revertesse a situação. Quando esteve em vantagem na trocação franca, o público foi ao delírio.

“O apoio (da torcida) foi tudo. Não teria essa energia de voltar no segundo round tão forte se não fosse o coração brasileiro, a raça nordestina”, frisou Pitbull.

Texto: Lucas Mota

Recomendado para você