Clube da Luta

Diego Espartano fala do seu retorno ao MMA para lutar no Extreme Fighter em Crateús

Diego Espartano treina em Crateús e lutará em casa, no dia 18 de maio. Foto: Bruno Balacó/O POVO

A luta principal da 16ª edição do Extreme Fighter, no dia 18 de maio, representa um recomeço na carreira de Diego Espartano. Após mais de quatro anos, Diego Espartano vai voltar a fazer uma luta de MMA. Ele, que tem um cartel de 11 combates, com 9 vitórias e apenas 2 derrotas, terá um retorno pra lá de especial, já que luta em casa, em Crateús, sua cidade natal. Diego enfrenta Jossione dos Santos, em duelo da divisão peso-leve (até 70kg).

Apesar do longo tempo longe do MMA, Diego seguiu fortemente ligado às artes marciais, treinando diariamente em sua academia o (CT Sparta, em Crateús) e participando de competições de jiu-jitsu e submission. E foi justamente em solo crateuense sua última atuação para um grande público. Na edição que o Extreme Fighter realizou em Crateús, em 2018, Espartano fez uma luta de submission e venceu por finalização o atleta Juan Gadelha.

Agora, Diego garante que se preparou para esse momento, promete dar show e “trocar porrada com alegria”, no seu melhor estilo pois, apesar de ter especializado nos últimos anos na arte-suave, tem uma origem ligada ao Muay Thai. Em entrevista ao Blog Clube da Luta, o lutador falou de sua preparação e comemorou o fato de poder contar nessa luta com a presença de seu mestre, Godofredo Pepey (ex-UFC), em seu córner.

Confira o papo:

Recomendado para você