Corremah!

Curiosidade: Porquê temos atualmente dois recordes mundiais oficiais femininos, na maratona e meia maratona?

Fortaleza, 03/04/2018 – Não são poucas as corridas de rua em que observamos atletas acompanhando outros durante o percurso, com o objetivo de ditarem o melhor ritmo a outro corredor. Em alguns casos, esta prática é adotada oficialmente por organizadores e confederações, pois a iminência de um recorde pode estar em jogo na prova.

Em provas oficiais, os corredores que ditam o ritmo são chamados de “coelhos ou lebres”, e geralmente, vários são utilizados em uma única corrida, cada um para um trecho determinado. Em alguns casos, coelhos que deveriam correr apenas alguns trechos se sentem bem e continuam forte até o final, chagando até a vencerem provas. Em corridas de rua não oficiais, os coelhos são conhecidos popularmente como “pacer’s”.

Em relação a recordes mundiais, temos duas situações recentes bem interessantes, com a homologação internacional (IAAF – Federação Internacional de Atletismo), de dois recordes diferentes entre mulheres, na maratona e meia maratona.


Recorde Mundial Maratona Feminina:

No primeiro caso, o recorde mundial da maratona pertence a britânica Paula Redclife, e foi registrado na Maratona de Londres em 2003, com o tempo de 2h 15min 25seg. Nesta ocasião, a marca ficou em análise durante vários anos, pois a maratona foi mista (homens e mulheres). No site da IAAF, o recorde está ratificado com a sigla (Mx) – Mixed gender race, ou seja, corrida para ambos os sexos. Teriam os homens influenciado a atleta neste recorde?

O outro recorde da maratona feminina é bem mais recente, e foi registrado em 2017 também na Maratona de Londres, desta vez pela queniana Mary Keitany, 2h 17min 01seg. No site da IAAF, o recorde está com a sigla (Wo) – Women only race, ou seja, corrida somente para mulheres.

Foto em destaque: Acima, Paula Radclife durante o registro de seu recorde mundial em 2003.


Recorde Mundial Meia Maratona Feminina:

No caso da meia maratona, a história também se repete com dois recordes mundiais homologados pela IAAF.

– Joyciline Jepkosgei, 1h 04min 51seg (Mx) / Valência 2017.
– Netsanet Kebede, 1h 06min 11seg (Wo) / Valência 2018.

 

Está chegando a hora! No próximo dia 22 de abril, a queniana Mary Keitany tentará superar o recorde de Paula Redclife na maratona, unificando os recordes Mx e Wo.

Mary Keitany pretende superar o recorde do Mundo de Radcliffe na Maratona de Londres

 

Site Oficial IAAF: Confiram os recordes mundiais:
www.iaaf.org/records/by-category/world-records


Acompanhem as nossas publicações:

> Cursos de Pós Graduação Ed. física FAMETRO. link…
> Corrida INSANA (Arena Castelão), 24/06. link…
> Circuito Cross Urbano Caixa (Arena Castelão), 01/09. link…
> Corrida do Humor (Maranguape), 15/04. link…
> Corrida ALC (Maranguape), 28/04. link…
> Corrida das Férias (Maranguape). Junho, aguardem…

Nosso site: www.portaldocorredor.com.br

.

.

Recomendado para você