Cotidiano e Fé

Evangélicos aumentam representação no Congresso

18 5

A bancada evangélica na Câmara dos Deputados e no Senado cresceu em relação à legislatura anterior, mostra levantamento do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). A partir de 1º de fevereiro, serão 63 deputados e três senadores – atualmente são 43 deputados e dois senadores. Foram eleitos em primeiro mandato 34 novos congressistas com orientação religiosa evangélica. Os reeleitos foram 32.

O reforço evangélico no Senado é do deputado Walter Pinheiro (PT/BA), que vai agora para a chamada Câmara Alta  e se unirá aos já veteranos, Magno Malta (PR-ES) e Marcelo Crivella (PRB-RJ), reeleitos para exercer seus mandatos por mais oito anos.

Entre os partidos, o PSC é o que mais representantes da corrente terá no Parlamento. São 11 nomes, seguidos de perto pelo PR, com 10 e PRB, com 9.

Cantora gospel, Lauriete, inicia carreira política

Entre os destaques da bancada está a cantora gospel Lauriete (PSC-ES). Ela é casada com o presidente da legenda no estado e deputado estadual, Reginaldo Almeida. Eleita com 70 mil votos, essa será a sua primeira experiência política.

Outro destaque na bancada evangélica e também do PSC é o pastor Marco Feliciano (SP), que foi eleito pelo estado de São Paulo.

Anthony Garotinho (PR) também reforçará a bancada evangélica no Congresso. Com mais de 500 mil votos, o deputado carioca chega com a experiência de ex-governador do Rio e ex-prefeito de Campos. Exercerá o primeiro mandato de deputado federal.

Atuação
A bancada evangélica tem forte atuação no Congresso quando estão em pauta temas como a legalização do aborto ou o reconhecimento pelo Estado da união civil entre homossexuais – com os mesmos direitos já concedidos aos casais heterossexuais.

Confira a configuração da nova bancada evangélica

Fonte: Rede Brasil Atual

Recomendado para você