Cotidiano e Fé

Altamente influenciável

47 4

É interessante pensar em como reagir quando não se tem que prestar contas a ninguém. Todos os dias tenho que tomar decisões diante de tantas coisas que posso desfrutar nesse mundo tão diferente onde estou vivendo agora. Parei pra refletir no quanto sofremos influência no nosso modo de ser. Quando no núcleo familiar, sentimos o dever de respeitar os pais. Quando no trabalho, amoldamo-nos à conduta nos padrões éticos e morais empresariais. Quando em meio a amigos, gentileza é o mínimo que podemos dedicar em troca de tanto amor que é oferecido. Quando na igreja, o ambiente enseja reverência e compromisso. E quando Deus te afasta de tudo isso?

Falo de mim. Estando longe da família e dos amigos, sem igreja, trabalhando numa ONG com um estilo bem “alternativo”, parei pra pensar: “Quem sou eu?”. Aqui os padrões éticos são diferentes, bem como o comportamento das pessoas em geral, as igrejas apenas sobrevivem e os amigos, bem… são muito recentes para me entenderem e se preocuparem como os que deixei no Brasil. Senti-me, a princípio, sem influências, livre e amedrontada diante de tantas opções que me são oferecidas aqui. Como fica minha fé sem a igreja? Minha obediência e respeito sem meus pais e autoridades? Meu carinho sem meus antigos amigos? A resposta de Deus foi: “É hora de você saber quem você é.” Confesso que não me trouxe muito conforto. Por um momento preferi permanecer debaixo de todos os controles e no conforto da situação de sempre. Mas a vida é aprendizado e isso é presente de Deus.

Muitas vezes, por maior que pensemos ser a nossa fé, aparecem questões em nossas mentes que nos fazem chegar ao ponto de perguntarmos quem somos ou se o que fizemos até agora foi fruto de nossa vontade ou simples nadar conforme a correnteza. São algumas coisas sobre as quais, no meu deserto, tenho refletido. E sabe? Sozinha posso ver que Deus colocou tantas boas influências em minha vida… Estou longe de quase todas elas, mas posso senti-las como carinho de Deus. Minha família, minha igreja, meus amigos, meu trabalho, tudo isso deixou uma marca de amor em mim para que hoje eu pudesse vir pra outro lugar amar pessoas que não conhecem esse tipo de amor de Deus. E quem sou eu? Bem, uma pessoa altamente influenciável – alguém que por vontade própria decidiu seguir as ótimas influências que o Pai colocou em minha vida.