Cotidiano e Fé

Papagaios

Como boa frequentadora de redes sociais, tenho observado a capacidade que temos de nos indignar, de comprar ideias, de sermos porta-vozes dos mais firmes ideais. Ali. E ali vemos pensamentos de Che a Nietzsche, Sidharta Gautama a Veríssimo, Clarice a Bruce Lee. Ali. E o que tem me incomodado é isto: o fato de estarem somente ali. Se todos realmente praticássemos os ideais, indignações e protestos que expomos nas redes sociais, tenho certeza de que viveríamos num mundo consideravelmente diferente deste.

Porém isso tudo não é novidade – à época de Jesus já existia todo o falatório seguido de pouca ação. A Bíblia nos mostra, em Mateus 23:29-31, aqueles que enfeitavam os túmulos de profetas e privilegiavam pensamentos de mortos, mas cujos próprios pais haviam matado esses profetas. Não fazemos diferente: enchemos nossas timelines de convicções daqueles que já morreram, já pensaram, já se foram ou já mudaram de ideia. E tudo se perde no tempo. Tornamo-nos apenas “papagaios”, repetindo ideologias, mas fazendo muito pouco.

Deus nos desafia a amar e praticar verdades eternas. Verdades estas que expostas somente em palavras não valem muita coisa. Convida-nos a uma fé seguida de atitude; um amor a Deus que só é verdadeiro se concretizado através do amor ao próximo; um vestir a camisa que só vale se estender a mão; um discurso acorrentado a um coração derretido. E o melhor: tudo isso é proposto por alguém que viveu o que pensava e que morreu SIM, mas ressuscitou e está vivo: Jesus!

Então, amigos, SIM aos ideais, SIM até à timeline cheia deles – mas que sejam estes valores eternos, fruto de uma vida de amor praticado, e não só da boca pra fora. Sejamos nós mesmos a personificação dos ideais que divulgamos.

“Aquele que ouve a palavra, mas não a põe em prática, é semelhante a um homem que olha a sua face num espelho e, depois de olhar para si mesmo, sai e logo esquece a sua aparência. Mas o homem que observa atentamente a lei perfeita que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu, mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer.” (Tiago 1:23-25)

Recomendado para você