Discografia

CCBNB reune uma turma de músicos para apresentações gratuitas

Gente, infelizmente, meu tempo não me permite aproveitar toda a programação do Centro Cultural BNB. Mas, sempre que posso ir, tenho uma boa surpresa. Os shows acontecem, normalmente, num pequeno auditório que dá um clima intimista à apresentação. Se você é fão de artista, vai poder ve-lo de perto. Se não é, vai poder conhecer cada detalhe da sua apresentação. Segue, então, uma breve descrição de cada uma das atrações deste novo evento do BNB. Os textos foram enviados pelo próprio CCBNB:

Dia 17

> Carol Oliveira (CE) –  às 12h.

Carioca, mas cearense por opção, desde a adolescência cultiva o respeito e o trato pela música e a cultura popular brasileira, reconhecida e referendada no cenário local por sua voz marcante, é admiradora da bossa nova e do samba de raiz. O show será um passeio por esse genêros músicais, apreciado por todos que fazem parte da história da música brasileira.

> Kazane (CE) – às 13h.

Artista plástico, ilustrador e um dos principais ícones do Blues na cena local, seu trabalho autoral exalta a diversidade e excentricidade do nosso povo e da cidade. O formato atual é em quinteto, sendo assim Kazane Blues, pode fundamentar as diversas expressões desta forma musical, egressa dos EUA e tão bem aceita no Brasil.

> Lia Veras (CE) – às 14h.

A professora de canto Lia Veras, que já se apresentou em diversos festivais de música dentro e fora do estado. Em 2010, desponta na cena autoral cearense como letrista, tendo seus escritos musicados pelos compositores Rogério Lima, Carlos Hardy, Márcio Resende e Luciana Costa. Apresenta o show, “Pra te dizer algo assim”, com uma nova roupagem dos trabalhos de artistas consagrados e algumas de suas composições.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=wdjDFNB2SrE[/youtube]

> Lorena Nunes (CE) – às 15h (vídeo)

Intérprete que vem ganhando entusiasmados elogios e chamando atenção na expoente geração da música cearense, apresenta o show “Ai de Mim”, uma homenagem à autores cearenses como Rogério Franco, Rodger Rogério, assim como releituras de grandes compositores brasileiros, como João Bosco e Aldir Blanc, Chico Buarque e Caetano Veloso.

> Elvis Boamorte e Os Boavidas (SE) – às 16h.

Grupo oriundo de Sergipe tem como proposta de composição a utilização de acordes cheios de swing, utilizando a mais comum característica brasileira que é a de misturar vários gêneros musicais, do samba-rock ao axé. Com harmonia distorcida e letras despretensiosa, eles já conquistaram o público.

> The Baggios (SE) – às 17h.

O duo sergipano que iniciou suas atividades em 2004, apresenta seu trabalho em terras alencarinas. Possuem habilidade natural ao misturar o blues primitivo ao rock and roll, suas letras enraizadas nas questões sociais contemporânea, embebidos nas águas turvas e viciadas da música negra, com esse trabalho, foram contemplados em vários festivais nacionais.

> Marcos Lessa (CE) – às 18h

Jovem, talentoso e determinado, iniciou sua carreira em 2007, lançando o primeiro CD autoral “Olhares da Vida”, teve como parceira Clarisse Araripe. Cantou o “Pessoal do Ceará”, num projeto com o instrumentista Manassés. Sua busca incessante por novos conhecimentos e experiências, não o deixam parar, nesse show interpreta os conterrâneos Belchior, Fagner, Ednardo, Petrúcio Maia e Fausto Nilo, como também suas composições.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=MtLX_MBPEfY[/youtube]

> Carlos Zens (RN) – às 19h (vídeo)

Carlos Zens , instrumentista, compositor e cantor potiguar, segue as veredas do Mar ao Sertão da música brasileira, onde apresenta  um repertório alegre, leve  e  rítmico, dedicado a   contemplação  com o mar e a veneração  com o sertão. Além de nos presentear  com citações  poéticas: IMENSIDÃO; “Guimarães Rosa”,”NÃO GOSTO DE SERTÃO VERDE” Câmara Cascudo,” O RETRATO DO SERTÃO, Patativa do Assaré e ” JANELAS NO MAR ” de Odylo Costa Filho.

Dia 18

> Gustavo Portela (CE) – às 12h.

Instrumentista e compositor cearense, originário da banda Et Circense e Encarne, apresenta um trabalho coeso de composições coletivas, intitulado “movimento”, com canções inéditas de sua autoria como também contribuição de outros artistas locais, possue uma diversidade de rítmos, letras poéticas e uma sonoridade bem peculiar.

> Talma & Gadelha (RN) – às 13h

O som das terras potiguaras ganham espaços em nossos palcos, o grupo liderado por Simona Talma e Luiz Gadelha, nos remete ao rock and roll dos anos 1970, revelado pelos Mutantes ou Rita Lee, e ao mesmo tempo lembra a pegada indie rock, isso será conferido no show, “Matando o Amor”, mesmo nome do CD, produzido por Anderson Foca.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=yNTSivAQ_As[/youtube]

> Bonecas da Barra (CE) – às 14h. (vídeo)

Influenciados pelos grandes nomes do rock and roll e por sua irreverência, o grupo desenvolveu uma característica própria e marcante que atrai o público do começo ao fim. Nesse show o grupo comemora o lançamento do seu single, com algumas canções inéditas, assim como releituras do EP “Batom Navalha”.

> Roraima In Trio (PI) – às 15h

Ele é um representante da Música Brasileira Contemporânea. Roraima é um músico que experimenta estilos, e com seu talento peculiar, cria a sua maneira de fazer música. O trio de músicos mostra toda versatilidade e o swing da música piauiense. No repertório, além de músicas autorais, uma releitura de grandes nomes. Sempre com arranjos do trio.

> Khalil Gibran (CE) – às 16h

No show “Noturno”, Khalil Gibran desvenda o universo lírico e desiludido, com letras e arranjos que nascem sob o signo do novo, suas canções possuem originalidade e qualidade estética. Nesse pocket show, contará com a participação especial de Paulo Façanha e Isaac Cândido, além dos riffs de guitarra ‘assinados’ pelo guitarrista Mimi Rocha.

> Topaz (RS) – às 17h

Quarteto gaúcho apresenta seu mais novo trabalho, “III” (terceiro), com letras inteligentes que combinam perfeitamente com as melodias bem trabalhadas e muito diferentes do que estamos acostumados a ouvir. Após sucesso como “Notas de Rodapé”, que teve clipe gravado no inicio de 2010, a Topaz lançou o single “O Maior Idiota do Mundo”. A canção levou o quarteto a ser destaque na rede de microblogs Twitter.

> André Marinho (RJ) – às 18h.

Carioca, escolheu o cenário nacional para apresentar sua poesia que aborda temas sociais, traduz em leveza as situações vividas no cotidiano e o romantismo, característica do verdadeiro poeta. No show, “Domingo no Parque”, o artista fará um mix dos CDs “Batuque dos Anjos” e “Vida de Gato”, de forma descontraida, numa levada quase de improviso, com a participação de Aroldo Araújo e Luizinho Duarte, responsáveis por vários de seus arranjos

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=jqRwxPI5EhE[/youtube]

> Lia Sophia (PA) – às 19h (vídeo)

Nascida na Guiana Francesa, chegou ao Brasil aos 2 anos de idade, sempre conviveu com diversos estilos musicais, do gospel ao brega, do bolero ao zouk, merengue, além das fortes influências do carimbó e do marabaixo, ritmos típicos da região norte. Revela em seu segundo CD, “Castelo de Luz”, sua multiplicidade artística, que vai da composição a produção.

Dia 19

> Forró da Roça (CE) – às 12h

Há quase dez anos de estrada o grupo foi criado com o intuito de enaltecer a cultura de nossa região e demonstrar a essencia do autêntico forró nordestino. Seu primeiro CD, lançado em 2003, recebe a ilustre participação de Dominguinhos, assinando umas das faixas. O grupo conta hoje com uma nova formação mantendo a mesma caracteristica lhe é peculiar, a alegria.

> Kiko Klaus (MG) – às 13h.

Pernambucano, radicado em Belo Horizonte, o cantor, compositor e produtor musical Kiko Klaus é classificado pela mídia e público como um dos mais promissores artistas nacionais, possue estilo próprio e voz marcante. Com mais de dez anos de carreira, lança o CD “Mesmalua”, uma mistura de samba, bossa, baião e maracatu, turbinados por toques eletrônicos e pegadas funks, é o que chama de: música brasileira planetária.

> Alegoria da Caverna (CE) – às 14h

Show que marca mais de uma década de trajetória, “Os Alegóricos estão voltando”, arrastando a massa com alegria contagiante, um passeio pelo rock, reggae, country, grooves, samba e o que eles chamam de psicodelia. O espetáculo é uma mistura de cores e estilos, que vai do moderno ao tradicional, do global ao local, mexendo com os sentidos e o corpo dos ouvintes.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6to9w2L3_Is[/youtube]

> Felipe Cordeiro (PA) – às 15h. (vídeo)

O paraense é dono de uma sonoridade rica de referências que vão da lambada ao pop-retrô, flertando com o tecnobrega que ele denomina de Kitsch-pop-cult. Premiado em diversos festivais, o artista se destaca como um dos principais representantes da música em sua região. Este ano lança seu mais novo CD, mesmo nome do show, “Kitsch-pop-cult”.

> Pastel de Miolos (BA) – às 16h

O rock baiano tem uma ótima representação, banda PDM, com mais de quinze anos de estrada, adquire sua maturidade musical, explorando um pouco de metal e pós-punk, de forma completamente peculiar, tudo isso será conferido no show “Da Escravidão ao Salário Mínimo”, a banda consegue ser visceral e direta, com a potência suficiente pra tirar qualquer um da letargia.

> Érika Machado (MG) – às 17h

Após uma série de apresentações em diversos centros culturais de Portugal, a cantora, compositora, instrumentista e artista plástica retorna ao Brasil com show em novo formato, trazendo novas versões para as canções dos CDs “No Cimento” (2006) e “Bem Me Quer Mal Me Quer” (2009), ao lado da parceira Cecília Silveira. 60 min.

> Ska Brothers (CE) – às 18h

Primeira banda de ska tradicional do estado do ceará, o ritmo que tem origem na Jamaica, foi facilmente adaptado ao Brasil. Surgiu em 2006 com a proposta de divulgar o ritmo e resgatar os maiores clássicos do Ska Music. O grupo também se propõe criar releituras de clássicos da música pop adaptadas ao estilo, realizando uma mistura interessante entre propostas e gêneros.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=58PshOD1jsI[/youtube]

> Julia Says (PE) – às 19h (vídeo)

Projeto musical pernambucano, formado por Antony Diego e Pauliño Nunes, nasceu com o intuito de promover música livre, que perpassa as diversas vertentes, sem se prender a nenhuma. Em 2008, lança o primeiro EP, intitulado simplesmente de “Julia Says”, selecionada para o festival internacional SXSW (South by Southwest Conferences and Festivals), em março de 2010 em Austin, Texas.

Dia 20

> Fabio Lobo (PA) – às 12h

Paraense, influenciado pelos rítmos da região norte, tais como: carimbó, o siriá e a marujada, passeia também pela música afro-indígena e caribenha. Seu repertório é formado por canções de domínio público e por suas composições, fruto de seu trabalho lançado em 2010, intitulado “Carimbó Pai d´égua”, O artista compõem um repertório que alia o tradicional, o popular e o contemporâneo.

> Validuaté (PI) – às 13h.

Grupo piauiense, com mais de seis anos de estrada, lança seu mais novo álbum, “Alegria Girar”, que conta com as participações especiais do poeta Ferreira Gullar, do ator e vocalista Lirinha, do ator e dublador Isaac Bardavid e do cantor, compositor e ator Zéu Britto. O show é uma combinação de ritmos, sons, performances e poesia.

> Carlinhos Nação (SP) – às 14h

Paulistano, radicado no ceará, o cantor e compositor Carlinhos Nação, agora em carreira solo, após uma longa trajetória na banda “Nação Regueira”. No show homenageará o rei do reggae, Bob Marley, incluindo alguns dos hits de sua autoria, como: “Sorriso Seu” e “Sentimento Bom”, executadas nas principais rádios locais, é o toque brasileiro unido ao genero musical vindo da Jamaica.

> Ellen Oléria (DF) – às 15h

Atriz, cantora e compositora, destaca-se como um dos maiores expoentes do cenário musical brasiliense, canta e encanta, dentro e fora do palco, com seu sorriso aberto, mistura de swing brazuca e performance jazzística. Apresenta o seu primeiro CD, intitulado “peça”, lançado em 2009, com letras e melodias envolventes, misturando samba, afoxés, jazz e hip hop.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=RMf9uvcAHwg&feature=related[/youtube]

> Isaac Cândido (CE) – às 16h (vídeo)

“Além da Fronteira”, é o trabalho encorpado de um dos maiores nomes da cultura local, compositor, instrumentista e produtor, com mais de 20 anos de carreira. O show demonstra a maturidade litero-musical de Isaac, faz um passeio por vários ritmos, em letras poéticas e delicadas, com uma sonoridade marcante, apimentadas por seu timbre vocal grave.

> Soraya Castelo Branco (PI) – às 17h

Com seu doce canto, elegante postura de palco, além de grande interação com o público, Soraya Castello Branco ou simplesmente Sol é considerada por muitos, dona de uma das vozes mais afinadas da nova geração. É representante dos melhores compositores nordestinos.

Maglore (BA) – às 18h

Formada desde 2009, o grupo é destaque na cena independente da Bahia, apostam no rock tropical, com influências do folk americano, isso tudo unido ao ‘caldeirão’ de ritmos que é a cidade de Salvador. No show “Cores ao vento”, a ideia é misturar a base do rock clássico britânico com a irreverência “pop-moderna” em letras e cores.

> Racional Soul (CE) – às 19h

A banda surgiu em 2008, com o intuito de homenagear o mestre Tim Maia, apresentando novas versões do Racional vol 1 e 2 de 1973/74. Com o passar do tempo foram inserindo ao repertório releituras de grandes nomes da música brasileira, como também músicas inéditas autorais, com letras que expressam toda sua brasilidade e conscientização social, deixando nítido a beleza e a riqueza étnica de nosso país.