Discografia

Uma viagem pelos sons do Maranhão

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=bIBPUPGBdWg[/youtube]

Dentro das fronteiras continentais do Brasil, é grande a profusão de sons, instrumentos e ritmos cultivados dentro de cada região. Cada lugar e cada povo tem sua linguagem própria construída ao longo de anos e que vai se modificando quando entra em contato com outras linguagens. Para mostrar uma pequena parcela dessas misturas, uma caravana de artistas maranhenses se dirige este fim de semana para Fortaleza para realizar três shows gratuitos. As apresentações acontecem no sábado, no Anfiteatro do Centro Cultural Dragão do Mar e na Vila das Artes, e domingo no Parque Adahil Barreto.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=6V6KFxV7pf0&feature=related[/youtube]

O grupo é formado por quatro nomes já com longa estrada dentro da música brasileira. Com 30 anos de carreira e mais de 200 composições, o cantor e compositor Nosly está lançando seu terceiro disco, Parador, com produção de Zeca Baleiro. Músico e produtor cultural, Glad Azevedo começou a tocar violão aos 9 anos e aos 18 foi estudar música no Rio de Janeiro. Seu mais novo disco, Canto de lá, é um tributo aos compositores maranhenses. Já César Nascimento é de Teresina, Piauí, mas cresceu no Maranhão, onde pode se aprofundar nos estudos de ritmos como o tambor de crioula. Por fim, a dupla Criolina, formada por Alê Muniz e Luciana Simões, viaja por uma variedade de estilos, passando pelo rock, reggae e blues.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=gNz6WQS_PKc[/youtube]

Vindos de diferentes escolas e com trabalhos diferentes entre si, eles se orgulham de fazer um som que vai além do rótulo da “música regional”, que, no caso do Maranhão, quase sempre é ligada apenas ao reggae e ao boi. “Eu fujo desse estereótipo de ‘música maranhense’. Isso não joga a favor. Minha música é popular universal”, defende Nosly. Com uma carreira consolidada na Europa, onde morou de 2003 a 2009, ele conta que a cultura maranhense está voltando à efervescência dos anos 1980, após um período de estiagem. “A coisa foi se esvaindo nos 1990 e em 2000 acabou. Agora ta pintando uma geração de poetas que ta produzindo e ganhando espaço”.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=dRzkEvpicFA&feature=related[/youtube]

Na mini-turnê fortalezense, eles apresentam seus repertórios individuais e se encontram no final para um número coletivo, que conta ainda com a participação do cearense Isaac Cândido. Mesmo comemorando o encontro, eles adiantam que ainda não existe plano para apresentar o show coletivo em outras cidades. Ainda assim, Glad Azevedo aponta que a oportunidade vai ser boa para mostrar as muitas caras da música que os artistas maranhenses vêm produzindo, da qual aponta o amigo César Nascimento como um “embaixador”. “Por enquanto, queremos fortalecer a obra individual de cada um e formar plateia. Mas espero poder levar este show para outros lugares. Afinal, ninguém caminha sozinho”.

Serviço:

O que: show com Nosly, Glad Azevedo, Criolina e César Nascimento, com participação de Isaac Cândido

Onde: dia 24/09, às 21h – Anfiteatro do Dragão do Mar (Rua Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema)

24/09, às 23h45 – Vila das Artes (24 de Maio, 1221 – Centro)

25/09, às 15h – Parque Adahil Barreto (R. Major Virgílio Borba, 50 – Dionísio Torres)

Quanto: todos abertos ao público

Outras Informações: 9998.5995