Discografia

Grammy 2012 consagra Adele e dá adeus a Whitney Houston

Com a morte inesperada anunciada na noite anterior, Whitney Houston foi um dos nomes mais citados na 54ª cerimônia do Grammy, que aconteceu neste domingo (12), no Staples Center em Los Angeles. Em vídeos e discursos emocionados, a cantora foi a grande homenageada na festa que ainda contou com o retorno de Adele aos palcos, depois de uma cirurgia na garganta, e a reunião dos membros da banda americana Beach Boys.

Adele, por sinal, foi o grande destaque da premiação. Indicada em seis categorias – canção do ano (Rolling In The Deep), melhor performance solo pop (Someone Like You), melhor álbum pop com vocal (21), melhor clipe (Rolling In The Deep), melhor gravação (Rolling in the Deep) e álbum do ano (21) – ela levou para casa nada menos que todas as seis estatuetas. Em seguida, marcou seu retorno após quase cinco meses de repouso, cantando seu grande sucesso Rolling in the deep. “Quero agradecer aos médicos que trouxeram minha voz de volta”, disse ela.

Depois de Adele, a banda Foo Fighters ficou em segundo lugar ao abocanhar cinco prêmios da noite (melhor performance de rock e melhor canção de rock para Walk; melhor performance de hard rock/metal para White Limo; melhor álbum de rock para Wasting Light; e melhor filme musical para Foo Fighters: Back And Forth). Já o rapper Kanye West, que liderava os indicados concorrendo em sete categorias, ficou apenas com quatro delas. Quanto a Lady Gaga, ficou sem premiação, mas ganhou um beijo roubado do ex-Beatle Paul McCartney e um abraço do cantor Tony Bennett, vencedor da categoria melhor dueto por Body and Soul, gravada ao lado de Amy Winehouse.

Shows e homenagens

Convidada de última hora, ficou para Jennifer Hudson a homenagem póstuma a Whitney Houston. Acompanhada apenas pelo piano, ela relembrou I will allways love you, sucesso da trilha do filme O Guarda Costas. Bruno Mars também prestou seu tributo enquanto cantava Runaway baby. Quanto à diva do blues Etta James, morta em janeiro deste ano, foi relembrada por Bonnie Raitt e Alicia Keys, que dividiram A Sunday kind of Love. “Quando um verdadeiro grande artista nos deixa, seu legado permanece. Nós amamos Whitney Houston”, iniciou Alicia, dando a deixa para Raitt, “E nós também amamos outra grande dama da música que nos deixou esse ano, Etta James”.

Amy Winehouse, falecida em julho de 2011, foi representada pelos pais Mitch e Janis ao receber o prêmio pela gravação com Bennett. Eles aproveitaram a deixa para relembrar de quando a filha levou cinco prêmios Grammy por Back to Black.

Outro momento aguardado do Grammy 2012 foi o encontro dos membros remanescentes da banda americana Beach Boys. Há 20 anos sem tocar juntos, os californianos liderados por Brian Wilson tocaram Good Vibrations para comemorar seus 50 anos de carreira, o que ainda deve render um novo disco até o final de 2012. além de Wilson, subiram ao aplco Mike Love, Al Jardine, Bruce Johnston e David Marks, músicos que estiveram presentes em diferentes formações da banda. Antes do show, os Beach Boys foram homenageados pelos grupos Maroon 5 e Foster The People, que cantaram Surfer Girl e Wouldn’t it be Nice, respectivamente.

Depois foi a vez de Paul McCartney apresentar ao vivo seu novo disco, Kisses on the botton. O ex-beatle cantou My Valentine, contando com as participações de Diana Krall ao piano e Joe Wals. Antes da performance, quem convidou McCartney para entrar foi Stevie Wonder, um dos convidados do disco.