Discografia

Quarteto em Cy pra inglês ver

A década de 1960 foi marcada pela invasão da Bossa Nova pelo mundo. Principalmente depois do lendário show do Carnegie Hall (1962), muitas canções, grupos e músicos tentaram e conseguiram firmar uma ponte aérea Brasil-Nova Iorque-Europa que se mantém sólida ainda hoje. Entre eles estavam as meninas do Quarteto em Cy, que guiadas por Ray Gilbert e Aloysio de Oliveira, gravaram e cantaram nos states por um período curto que quase acabou de vez com o grupo. A estreia na terra do Tio Sam aconteceu em 1965, num disco dividido com Dorival Caymmi. Apresentado como The Girls From Bahia, o Quarteto lançou um trabalho solo no ano seguinte onde misturava repertório em inglês e em português. Pardon My English permaneceu inédito no Brasil até este ano, quando ganhou edição nacional pelo selo Discobertas junto com Revolucion Con Brasilia, de 1968. Curiosamente, o disco de 1966 foi relançado no estrangeiro um ano depois como o nome “Quarteto em Cy” acrescido na capa. Com arranjos de Oscar Castro Neves, os discos internacionais do Quarteto em Cy exibem o fino da música brasileira, tanto nos momentos mais suingados (Berimbau) quanto nos mais introspectivos (Tears, versão americana de Razão de viver). Entre um disco e outro, o grupo passou por mudanças na formação, perdendo Cylene e ganhando Regina que, de tão integrada, mudou o nome para Cyregina. Em Revolucion Con Brasilia o novo quarteto apresenta o que chamou de exciting new sounds, ou seja o balanço contagiante do bossamba verde e amarelo. Depois disso, o Quarteto em Cy deu início a um entra e sai de integrante e quase dá adeus de vez à carreira. De volta ao Brasil, nos anos 70, elas se estabilizaram com uma nova formação que continua viva até hoje.  Por isso mesmo, a reedição dos trabalhos internacionais das The Girls From Bahia tem tanta importância para os garimpeiros musicais. É um registro de uma época luminosa da música brasileira no exterior e nas mãos de gente que sabia dar valor a isso.