Discografia

Trilha de Cheias de charme vai de Ângela Maria a Gaby Amarantos

Esquizofrênica e pretensamente eclética, a trilha da novela Cheias de charme mistura o que pode ao longo de 17 faixas. Por isso mesmo, quase tudo é de qualidade abaixo do suportável. Se Roberta Sá começa bem com Pavilhão de espelhos (Lula Queiroga), logo um tal de Leo Magalhães joga tudo no chão com Chalalá (Sergio Saraceni/ Ronaldo Monteiro). Depois é a vez da jovem Tiê, com o folkzinho bonitinho Piscar o olho (Plínio Profeta/ Rita Wainer/ Karina Zeviani/ Tiê), mas logo Alcione passa por cima com sua voz possante em Chora, coração (Altay Veloso/ Aladim) e leva tudo pra mesa de bar. A dor de cotovelo é regra na carreira da Marrom há alguns anos, mas ela sabe fazer isso com classe. Até por conta do horário da novela, 19h, a trilha vem cheio de bobagens como Samba livre (Tudo nosso), João Neto & Frederico (Lê lê lê) e Arthur Danni (Se você me der). Todos absolutamente péssimos. Pra tentar elevar o nível, Zélia Duncan apresenta sua soberba Breve canção do sonho (Zélia/ Dimitri Jr), uma das mais belas baladas que ela já escreveu. O mesmo acontece com Maldito rádio, blues triste de Adriana Calcanhotto. Tango para Tereza (Evaldo Gouveia/ Jair Amorim) também é um belo encontro de Ângela Maria e Agnaldo Timóteo, assim como Se vira é um sambinha de responsa na voz de Beth CarvalhoGaby Amarantos mostra personalidade em Ex mai love (Veloso Dias). Completando ainda com Tulipa Ruiz, Ivete Sangalo (sempre ela), Fernanda Takai e outros, a trilha de Cheias de charme, assim como boa parte das trilhas atuais, é coisa pra ouvir uma duas faixas e trocar de disco.