Discografia

Dia de festa para o samba

Paulinho da Viola

Dia 12 de novembro é de festa para o samba. Hoje, dois grandes nomes da música brasileira fazem aniversário: Paulinho da Viola completa 70 anos e o saudoso João Nogueira faria 71. Ambos cariocas e integrantes da Portela. Coincidências das mais lindas.

Com 47 anos de carreira, Paulinho é uma das maiores referências vivas do samba. O jeito manso e elegante de cantar é uma marca forte do poeta, filho do violonista César Faria, do conjunto de choro Época de Ouro. Além das raízes musicais é um herdeiro genuíno do legado de músicos e parceiros, como Candeia, Elton Medeiros e Cartola. Paulinho merece todas as homenagens e reverências.

João Nogueira foi embora cedo demais. Partiu no dia 5 de junho do ano 2000,

João Nogueira

deixando para o filho Diogo Nogueira sua herança musical. Antes disto, esbanjou poesia e a inconfundível voz grave em seus sambas. O portelense deixou cerca de 20 discos gravados e teve as músicas eternizadas em vozes como de Clara Nunes e Elizeth Cardoso. Sem dúvidas, o maior parceiro de João Nogueira foi o poeta Paulo César Pinheiro (marido de Clara Nunes). Juntos, criaram clássicos do samba, como Poder da criação, Espelho, Além do Espelho, E lá vou eu, Mineira (homenagem a Clara), além de tanta outras composições.

 

 

 

Paulinho da Viola interpreta Lupicínio Rodrigues:

[youtube]http://youtu.be/IpHc3zVG-A0[/youtube]