Discografia

Lançamento póstumo mostra tributo de Pery Ribeiro a Wilson Simonal

883 1

ATR41084-400X400-500x500

Pode até não parecer, mas reunir um time estelar de cantores nem sempre garante um resultado interessante. É o que aconteceu com o disco Pery Ribeiro abraça Simonal (Atração Fonográfica). Última gravação do cantor carioca, um dos precursores da Bossa Nova, a homenagem foi idealizada pelo empresário João Santana, que já havia trabalhado com Simonal no passado. O projeto deveria incluir um programa de TV, que, infelizmente, não saiu por conta da morte de Pery em 24 de fevereiro de 2012. Ainda assim, rendeu um disco duplo que conta com a participação de 23 convidados, onde se inclui o próprio homenageado. No entanto, existe uma diferença conceitual muito grande entre as bossas do Pery e do Simonal. O primeiro foi um intérprete primoroso do que há de mais clássico no estilo. Elegante e afinado, ele economizava nos floreios para deixar a música se sobressair. Já o segundo, usou e abusou dos seus dotes vocais e pessoais para dar um molho suingado às canções. Até as coisas mais simples, como Meu limão, meu limoeiro, tornavam-se especiais com seu talento inabalável para reger plateias. Ou seja, apesar de não dever nada como cantor, Pery não tinha a malandragem de Simonal. Mas isso poderia ser tirado de letra se os arranjos e repertórios tivessem sido melhor trabalhados em Pery Ribeiro abraça Simonal. Mas não foram e tudo ficou com uma cara meio insossa. Quanto à presença dos convidados, a lista é tão plural que vai do céu ao inferno. De Caetano Veloso a Netinho de Paula. Claro que num leque tão aberto, os resultados são bem díspares. Fagner soa correto defendendo sua Noves fora (parceria com Belchior), assim como Carlos Dafé, com tudo em cima em Gosto tanto de você (Pelé). A presença de Alcione em Minha namorada (Carlos Lyra/ Vinicius de Moraes) também merece registro. Agora, ter que aguentar Marina Elali já é demais. Agnaldo Timóteo não tem ginga para balançar Sá Marina (Antonio Adolfo/ Tibério Gaspar), assim como Neguinho da Beija-Flor está deslocado em Vesti azul (Nonato Buzar). Até Elza Soares tenta imprimir alguma emoção em Tributo a Martin Luther King (Wilson Simonal/ Ronaldo Bôscoli), mas não consegue. Homenagear Simonal é algo sempre bem-vindo, assim como ouvir Pery Ribeiro. Mas a sensação que deixa este abraço é que tudo poderia ser melhor.

Faixas:

CD 1

01. Aqui é o País do Futebol com Simoninha
02. Noves Fora com Fagner
03. Aos Pés da Cruz com Angela Maria
04. Remelexo com Caetano Veloso
05. Minha Namorada com Alcione
06. Sá Marina com Agnaldo Timóteo
07. País Tropical com Marina Elali
08. Lobo Bobo com Simonal e Wanderléa
09. De Como Um Garoto Apaixonado Perdoou Por Causa de um dos Mandamentos com Toni Garrido
10. Gosto Tanto de Você com Carlos Dafé
11. Nem Vem Que Não Tem com Rosana Galli
12. Na Galha do Cajueiro com Zeca do Trombone

CD 2

01. Tributo A Martin Luther King com Elza Soares
02. Mais Valia Não Chorar com Leci Brandão
03. Velho Arvoredo com Simonal e Altay Velloso
04. Não me Deixe Sozinha com Luiz Américo
05. Samba do Avião com Geraldo Azevedo
06. Balanço Zona Sul com Zélia Duncan
07. Vesti Azul com Neguinho da Beija-Flor
08. Silêncio com Chico César
09. Canto Livre com Netinho de Paula
10. Embrulheira com Bebeto
11. Mustang Cor de Sangue