Discografia

Soulfly e Angra tocam no Biruta neste sábado

soulfly image

Mais uma grande estrela da música internacional chega pela primeira a Fortaleza neste ano. Curiosamente, esse músico, reconhecido como um gigante em palcos da América do Norte e da Europa, nasceu em Belo Horizonte. Trata-se de Massimiliano Antônio Cavalera, ou simplesmente Max Cavalera, fundador da banda Sepultura que, desde 1997, partiu para um novo projeto musical, o Soufly. E é acompanhado desse trio que ele se apresenta esta noite na barraca Biruta.

Ao lado do Soulfly, quem também se chega é a banda paulista Angra. Formado em 1991, dentro do curso de composição e regência da Faculdade Santa Marcelina (SP), o então quarteto tinha como proposta misturar a opulência da música erudita com o peso do heavy metal. A junção curiosa deu certo e eles passaram a ser requisitados para integrar a nata dos festivais internacionais. O álbum de estreia, Angels cry (1993), de quando a banda contava com a voz de André Matos e a guitarra de Kiko Loureiro, chegou a ganhar disco de ouro no Japão. Outros discos de estúdio, EPs, shows e formações vieram em seguida.

Live'n'Louder - AngraPara esta apresentação única em Fortaleza, eles trazem a turnê que comemora os 20 anos de Angra, coroados na apresentação do Rock In Rio IV, ao lado da cantora Tarja Turunen (ex-Nightwish), e com o lançamento no ano passado da primeira coletânea da banda. Com 20 canções, incluindo uma homenagem ao Led Zeppelin com Kashmir, Best reached horizons teve edições especiais na Europa e no Japão. Formado atualmente por Rafael Bittencourt (guitarra), Kiko Loureiro (guitarra), Felipe Andreoli (baixo) e Ricardo Confessori (bateria), o Angra também apresenta seu novo vocalista, o italiano Fabio Lione, que já fez parte do Rhapsody of Fire,Vision Divine e Kamelot.

No entanto, mesmo com todo o currículo em terras nacionais e estrangeiras do Angra, a presença de Max Cavalera é capaz de eclipsar qualquer banda. Acompanhado Marc Rizzo (guitarra), Tony Campos (baixo) e do filho Zyon Cavalera (bateria), Max apresenta uma história de música que começou em 1985, com o disco Bestial devastation. Ponta de lança da cena metaleira, o Sepultura foi fundado por Max com seu irmão Igor (bateria) e é, ainda hoje, uma das grandes referências brasileiras do exterior.

Depois de 13 anos de Sepultura, Max Cavalera, que hoje mora em Phoenix (EUA), montou o Soulfly, com quem já gravou oito discos. O último deles foi Enslaved, lançado no ano passado. Projeto antigo de cantor e guitarrista, o disco foi criado sobre a temática da escravidão e acerta a mão em tons mais pesados, urros guturais e riffs acelerados. “Nós tentamos ser mais originais. Zeuss, produtor do disco (americano que já trabalhou com Suicide Silence, Shadows Fall e Whitechapel), realmente empurrou-me para trabalhar duro nas letras. Musicalmente, as canções têm puro fogo. Tudo funciona como uma máquina”, revela em material enviado para a imprensa.

[youtube]https://www.youtube.com/watch?v=0Sl5-Cl6LOo[/youtube]

Gravado nos estúdios Tellcat, em Phoenix, Arizona, Enslaved mantém a tradição do Soulfly de convidar amigos para as gravações. Travis Ryan, vocalista do Cattle Decapitation, banda norte americana de grindcore e death metal, participa em World scum. James “Dez” Fafara, vocalista do DevilDriver e do Coal Chamber, comparece em Redemption of man by God. Por fim, a família se reúne em Revengence, com as participações do irmão Igor e dos filhos Zyon e Richie Cavalera. Além dessas, para a primeira vinda a Fortaleza, Max Cavalera adianta que os clássicos do Sepultura não vão ficar de fora. Troops of doom, Arise, Roots bloody roots e Territory. Ou seja, é bom preparar as orelhas.

Serviço:
Quando: hoje (24), às 19h
Onde: Barraca Biruta (Avenida Zezé Diogo, 4111 – Praia do Futuro)
Quanto: 2º lote – R$52 (pista) e R$92 (front stage); 3º lote – R$62 (pista)
À venda nas lojas Parada do Rock (Galeria Pedro Jorge), Primitive Tattoo (Av. Abolição, 3234), Distrivídeo (Av. Antônio Sales, 2926) e no site Ingressando
Outras info.: 3230 1917