Discografia

Apenas uma garotinha: Cassia Eller – O Musical

793 3

PRE_ESTREIA-159Por Mariana Amorim (marianaamorim@opovo.com.br)

Dona de uma voz inigualável, canções e comportamentos subversores e uma personalidade tímida e ao mesmo tempo forte, Cássia Eller é um daqueles gênios eternos da música brasileira. É sinônimo de rock, de entrega e de exagero. E foi exatamente isso que Cassia Eller – O Musical apresentou. É difícil, num espetáculo cheio de méritos, apontar apenas alguns aspectos. Por isso, não se prenda ao que ler aqui. Acredite: é bem mais do que isso.

Cássia Eller tem a sua trajetória contada com a direção de João Fonseca, o mesmo de Cazuza – Pro Dia Nascer Feliz, com a ajuda fundamental de Vinícius Arneiro na mesma função. A biografada é vivida por Tacy de Campos, dona de um timbre e visual absurdamente idênticos aos de Cássia.

A peça começa com Do Lado do Avesso, uma das poucas composições da própria Cássia Eller. Tacy aparece de costas no palco, que acomoda um cenário simples, com plásticos pretos, banda e atores em cena. Ela se vira apenas em Lanterna dos Afogados, quando mostra logo a que veio – não só pela voz, mas pela atitude: tira a camisa e toca com os seios expostos, encarando o público e vive Eller na veia.

A história tenta pontuar os principais fatos pessoais e musicais da carreira de Cássia Eller: sexualidade, paixão, drogas, momentos no Rio de Janeiro e em Brasília, teatro e sua ascensão musical.

Tacy transforma o palco do teatro em show e, quando simula o Rock in Rio, você realmente acredita que está no festival. Ao cantar Malandragem, ela até vira o microfone para a plateia. Socorro (Arnaldo Antunes/Alice Ruiz), 1º de julho (Renato Russo), e Todo amor que houver nessa vida (Cazuza/Frejat), estão entre as outras canções que emocionam.

As performances mais bonitas e delicadas, no entanto, vem para o final, com o ator Emerson Espíndola, que vive Nando Reis. Com Tacy, ele canta Relicário e All Star, tão próximos do público, que parecem em comunhão com a plateia. É um momento muito sensível, e os espectadores não resistem a cantar junto.

Enfim, Cássia Eller – o Musical é um espetáculo que faz o público se apaixonar ainda mais pela cantora e cumpre o papel de manter viva a memória de uma artista que entrou para a história e não corre risco algum de sair desse posto. Para fãs, sem dúvida, uma boa maneira de matar a saudade dessa inesquecível voz brasileira.