Discografia

Ednardo e Rogério Soares dividem palco do Sesc

Ednardo

Depois do Crato, na quinta-feira, e de Sobral, hoje, o projeto Estacionamento da Música chega amanhã a Fortaleza trazendo dois veteranos da música cearense. Os irmãos Ednardo e Rogério Soares estarão no palco da unidade Fortaleza do Sesc, próximo ao mercado São Sebastião, à partir das 21 horas, para desfilar um repertório de canções que ultrapassam 40 anos de história.

A noite começa com show de Rogério, que levará algumas composições de seu novo CD, o Sambas & Canções – Para o meu amor cantar, além de músicas já consagradas do “professor” Belchior, de Caetano Veloso, Gilberto Gil e de novos nomes da música, como Dani Black. No time de instrumentistas estarão Ronald Carvalho, Jefferson Portela, Thesco Carvalho, David Simplício e Leandro Azevedo.

Rogeěrio Soares 1

Os quatro últimos nomes são de uma safra mais recente da música, que é uma aposta de Rogério. “Desde muito tempo, a gente (ele e Ednardo) gosta de manter esse fluxo de troca entre as gerações. A Massafeira foi o começo disso, que trazia uma geração nova daquela época (fim dos anos 1970).”

A história de Rogério Soares remete a 1979, com uma reunião plural de artistas de várias linguagens no Theatro José de Alencar. A reunião, que deu origem a um disco coletivo, era a Massafeira, onde o fortalezense gravou as faixas Pé de Espinho (com outro irmão, o Régis) e Estradeiro.

Após o show de Rogério, será a vez do irmão Ednardo subir ao palco com seu repertório que começou a ser construído entre 1960 e 1970. Lançado em 1974, O Romance do Pavão Mysteriozo é o mote do show. O disco de estreia do cantor e compositor cearense tornou-se um marco da discografia brasileira, principalmente depois que a faixa-título foi escolhida para a abertura da novela Saramandaia, em 1976. Dos sonhos pelo sucesso (Carneiro) às festas nordestinas (Mais um frevinho danado), o LP mostra o retrato de uma geração em busca de espaço para mostrar sua arte.

O Romance do Pavão Mysteriozo veio depois de outro clássico nacional que contou com a presença de Ednardo. Meu Corpo Minha Embalagem Todo Gasto na Viagem ficou mais conhecido pelo apelido de “Pessoal do Ceará”, que também batizou aquela turma de artistas que foi para o Sudeste em busca de novos sonhos. Entre eles, Belchior, Teti e Rodger Rogério. (Colaborou Camila Holanda)

Serviço
Estacionamento da Música
Quando: amanhã, às 21 horas
Onde: Sesc Fortaleza (Rua Clarindo de Queiroz, 1740 – Centro)
Quanto: R$ 20 (comerciário), R$ 30 (conveniado) e R$ 40 (usuário)
Telefone: 0800 275 5250