Discografia

Humberto Gessinger canta Belchior em Fortaleza

1204 1
Por Cristina Brito (cristinabrito@opovo.com.br)

 

O cantor e compositor Humberto Gessinger embalou a noite do último sábado, 6, na Praça Verde do Dragão do Mar, com a sua nova turnê Desde Aquele Dia – 30 Anos A Revolta dos Dândis. Com uma lua gigante no palco, mudando de cor com os refletores, a turnê, que comemora os 30 anos do álbum A Revolta dos Dândis, segundo disco da banda Engenheiros do Hawaii, está rodando o Brasil e teve sua parada obrigatória em Fortaleza. Entre músicas inéditas em sua discografia e as que os fans já conhecem de cor, Humberto iniciou o show tocando a parte um de Revolta dos Dândis.

Tocado na íntegra, as músicas de A Revoltas dos Dândis atravessam gerações e são cantadas por uma legião de admiradores de todas as idades. “É um prazer sentir na pele que a música não se prende a barreiras de tempo e espaço”, disse Gessinger em entrevista exclusiva. O ex-vocalista da banda Engenheiros do Hawaii, que desde 2007 canta em carreira solo, segue, também, com seu novo trabalho Desde Aquela Noite. Um vinil compacto – com as músicas Alexandria, Olhos Abertos e O Que Você Faz à Noite – foi lançado e já está disponível nas plataformas digitais.

Faixas como Refrão de Bolero, Infinita Highway e Faz Parte (da sua turnê Louco Pra Ficar Legal, lançada ano passado) foram cantadas em coro pelos fans. Com mais de 30 anos de carreira, Humberto ainda se sente “fortemente conectado” com as letras do início da sua jornada. Perguntado sobre um possível novo álbum, Gessinger diz que não é cedo pra pensar no próximo trabalho: “Já tenho várias músicas, mas elas ainda não me disseram que são um disco”.

O gaúcho ainda homenageou o cantor cearense Belchior, que morreu no último dia 30 de abril. As músicas Alucinação, já gravada pela banda Engenheiros do Hawaii, no álbum Minuano (1997), e Apenas Um Rapaz Latino-Americano foram as escolhidas para prestar o tributo.